Política

Wagner e ex-executivos da Odebrecht viram réus em ação derivada da Lava-Jato

Senador é acusado de aceitar R$ 30 milhões em 2014 ao viabilizar acordo para encerrar dívida da empresa com a Cerb

01/09/2022 12h28
Wagner e ex-executivos da Odebrecht viram réus em ação derivada da Lava-Jato
Foto: João Ramos/ Divulgação

Acusados de corrupção, o senador Jaques Wagner (PT-BA) e ex-executivos da Odebrecht viraram réus em uma ação derivada da operação Lava-Jato.

O parlamentar é acusado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) de aceitar vantagem indevida de R$ 30 milhões da construtora, em 2014, quando era governador da Bahia, em troca de viabilizar um acordo para encerrar uma dívida antiga com a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), referente à construção da Adutora do Sisal, em 1986.

Também são alvos da Justiça os ex-executivos da empresa Marcelo Odebrecht, Cláudio Melo Filho, André Vital Pessoa de Melo e Benedicto Barbosa da Silva Júnior.

O inquérito foi movido pelo MP-BA, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), e a denúncia foi aceita em junho deste ano pela 1ª Vara Criminal Especializada de Salvador, mas só agora veio a público.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Quaest: Lula mantém liderança, com 46% dos votos; Bolsonaro oscila para 33%

Quaest: Lula mantém liderança, com 46% dos votos; Bolsonaro oscila para 33%

Em uma simulação de segundo turno, Lula aparece cm 52% e Bolsonaro, com 38%
Política
Debate na TV Bahia é marcado por ataques à declaração de pardo de ACM Neto

Debate na TV Bahia é marcado por ataques à declaração de pardo de ACM Neto

"Você devia ter dignidade para assumir que errou e corrigir (sua auto declaração racial...
Política
Pesquisa Atlas para presidente: Lula tem 48,3%; e Bolsonaro, 41%

Pesquisa Atlas para presidente: Lula tem 48,3%; e Bolsonaro, 41%

Levantamento foi feito com 4.500 entrevistados via web entre os dias 22 e 26 de setembro;...