Feira de Santana

Colbert rebate denúncias da Record e se diz vítima de perseguição política da APLB

Em entrevista ao Jornal do Meio Dia da Princesa FM, o prefeito Colbert Martins Filho afirmou que a reportagem atingi diretamente a memória de seu pai, o então ex-prefeito Colbert Martins.

07/03/2023 13h41
Colbert rebate denúncias da Record e se diz vítima de perseguição política da APLB

Uma reportagem exibida pelo Jornal da Record denunciou que estudantes de Feira de Santana sofrem com atraso do calendário escolar, falta de merenda, transporte escolar precário, falta de funcionários para trabalhar nas escolas e atraso nos salários dos professores.

Em entrevista ao portal De Olho na Cidade, o prefeito Colbert Martins Filho(MDB), afirmou que a reportagem atinge diretamente a memória de seu pai, o ex-prefeito Colbert Martins: “Eu entendo isso como uma ação que visa atingir a memória do meu pai. Por várias vezes a TV mostrou o nome do meu pai; Uma escola que estamos tentando reformar desde 2019, mas já é a terceira empresa que desiste de fazer o trabalho, e estamos tentando fazer outra contratação”, apontou o gestor.

O prefeito acredita que a reportagem é de cunho político e destaca a participação da APLB, Sindicato dos professores: “A TV vai para um distrito e ela repete isso como se fosse o município inteiro. A matéria é política, e tem o interesse de afetar a minha família e a memória do meu pai. Provavelmente que pode ter sido (a APLB), até porque apareceram várias pessoas do sindicato, inclusive a sua presidente (Marlede Oliveira), no direcionamento dessa matéria”, relatou Colbert.

O prefeito também informou que a prefeitura está tentando reformar a escola desde de 2019, e “Nós estamos tentando recuperar as escolas. Essa não é a realidade de Feira de Santana, talvez a realidade de uma escola especifica de Jaguara”, afirmou o prefeito.

Questionado se a produção da Record TV o procurou, ele afirmou que preferiu não participar da reportagem: “Um dos produtores mandou mensagem para a Secretária de Educação, que não foi ouvida, eu preferir não fazer nenhum tipo de contribuição em uma matéria que visou atingir unicamente o meu pai”, disse.

Colbert concluiu destacando que outras escolas que há no distrito que não foram mostradas: “As outras 7 escolas de Jaguara, estão funcionando, tem merenda e professores”, finaliza.

Em resposta, a presidente do sindicato, Marlede Oliveira, afirmou que é importante esclarecer a situação da educação em Feira de Santana

“Quem está querendo mudar o tom do caos que estamos vivendo é o prefeito, porque em plena pandemia, o governo municipal — que foi o único que nós conhecemos que fez isso — cortou salário dos professores em até 70%. Isso é real! Estamos em 7 de março de 2023 e os professores ainda estão na justiça para ter a devolutiva dos seus salários”, aponta.

Ainda segundo Marlede, o gestor municipal teria recebido R$248 milhões de recursos do FUNDEB em 2018, que até hoje não foram pagos.

“É politicagem de quem? O prefeito não pagou, então tivemos que pôr na justiça para resolver. Qualquer hora ele pode resolver e pagar. Ele disse que fez uma consulta ao tribunal de contas da União, e a gente não sabe o resultado dessa consulta. Só sei que isso não é politicagem, é real! Recebeu dinheiro dos precatórios do FUNDEB, já gastou a parte dele, os 40%, e não pagou a ninguém”, destaca.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Caminhão tomba na BR-116 nesta quarta-feira (14)

Caminhão tomba na BR-116 nesta quarta-feira (14)

O acidente aconteceu por volta das 14h
Feira de Santana
Feira de Santana recebe novas doses de vacina contra dengue

Feira de Santana recebe novas doses de vacina contra dengue

A informação foi confirmada pelo prefeito Colbert Filho. A previsão é que a vacinação...
Feira de Santana
Feira do Livro Usado segue até março no estacionamento da Prefeitura

Feira do Livro Usado segue até março no estacionamento da Prefeitura

"É uma ótima alternativa para encontrar livros em bom estado por um valor acessível",...