Saúde

Com nova onda eminente da Covid, infectologista faz alerta sobre importância da vacinação  

A principal característica da Covid é a sua capacidade de mutação, dificultando o controle e aumentando a facilidade de infecção, mesmo para quem já está vacinado. A vacina não impede o contágio, porém protege o indivíduo contra complicações.

14/06/2022 15h52
Com nova onda eminente da Covid, infectologista faz alerta sobre importância da vacinação   

Foi registrado cerca de 20% de aumento no número de casos da Covid-19 em Feira de Santana. Segundo a médica e ex-coordenadora do comitê, Melissa Falcão, a população deve considerar que o covid não acabou e ainda permanecerá nas rotinas por muito tempo.

“Estamos iniciando a quarta onda, e pode haver uma quinta. Terão períodos em que o Covid irá diminuir e em outros vai aumentar. Mas esse aumento do número de casos não está sendo acompanhado do número de internações e mortes”, relata.

Falcão explica que com o aumento no número de diagnósticos, é natural que surjam algumas internações, mas sem uma perspectiva de aumento, e com gravidade inferior se comparada a primeira ou segunda onda.

A principal característica da Covid é a sua capacidade de mutação, dificultando o controle e aumentando a facilidade de infecção, mesmo para quem já está vacinado. A vacina não impede o contágio, porém protege o indivíduo contra complicações.

“O seu corpo estará mais apto a se proteger da infecção, produzindo anticorpos e deixando os sintomas mais leves. Então, a grande diferença não é adquirir a infecção do coronavírus, mas  a proteção contra gravidades”. Após seis meses,a imunidade adquirida sofre uma queda e por isso são necessárias novas doses para públicos mais sensíveis.

Com a chegada do inverno e volta dos festejos juninos, após dois anos sem celebrações, a expectativa é que haja mais aumento de casos, sendo necessário cuidado da população. Uso de álcool em gel, atenção aos sintomas e realização dos testes, atenção à higiene, e demais precauções.

Está em dia com as doses da vacina é essencial para a prevenção, sendo exigência para a entrada em estabelecimentos: “Exemplo, eu tenho a liberdade e livre-arbítrio de tomar ou não a vacina, mas eu tenho responsabilidade não apenas comigo,mas com toda a comunidade. Se eu não tomei vacina e fui contaminado, haverá uma circulação viral ainda maior no meu corpo, sendo ainda mais contagioso para as outras pessoas”.

As pessoas que testam positivos também devem permanecer em isolamento social, para evitar o contágio. Lembrando que todo resultado positivo, independente da origem do teste, deve ser informado à secretaria de saúde.

Comentários

Leia também

Saúde
Covid: Brasil notifica 365 óbitos e 72 mil casos em 24h

Covid: Brasil notifica 365 óbitos e 72 mil casos em 24h

As secretarias estaduais e municipais de Saúde registraram 72.049 novos casos de Covid...
Saúde
Disponível a 4ª dose da vacina contra Covid para pessoas a partir de 40 anos

Disponível a 4ª dose da vacina contra Covid para pessoas a partir de 40 anos

A aplicação será realizada naqueles que receberam a terceira dose há pelo menos quatro...
Saúde
Governo autoriza compra de vacinas contra Covid-19 por iniciativa privada

Governo autoriza compra de vacinas contra Covid-19 por iniciativa privada

Vacinação privada não impedirá a aquisição de mais doses por parte do Ministério...