Feira de Santana

Vereador cobra urgência na aprovação do pedido de suplementação para os festejos juninos de Feira 

O valor, segundo o prefeito Colbert Filho, será para fazer os festejos juninos da cidade

06/06/2022 20h36
Vereador cobra urgência na aprovação do pedido de suplementação para os festejos juninos de Feira 

Rafael Marques

O projeto de suplementação de R$ 1.100.000,00 para a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, deve ser votado nesta semana na Câmara Municipal de Feira de Santana. O valor, segundo o prefeito Colbert Filho, será para fazer os festejos juninos da cidade.

Morador e representante do distrito de Humildes, o vereador Zé Curuca (UB) protocolou semana retrasada, um ofício cobrando a realização do São João do distrito de Maria Quitéria e do São Pedro de Humildes.

Mesmo os vereadores aprovando o complemento, Curuca teme que a prefeitura não consiga encontrar estrutura disponível para contratação.

“Quero fazer um apelo aos colegas e ao presidente Fernando, pra que possamos votar em 1ª e 2ª discussão a suplementação. Estive com o secretário Jairinho, e a informação que temos não é boa. Não tem palco para fazer o São João. Foram alugados pra fora de Feira. A prefeitura vai ter dificuldades. Não tem banheiro químico, toldos e nem som. Tá muito em cima. Não sei como o prefeito irá fazer mesmo que a Câmara aprove. A dificuldade é grande para conseguir estes equipamentos”, explicou.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Moradores lamentam prejuízos após fortes chuvas e cobram soluções

Moradores lamentam prejuízos após fortes chuvas e cobram soluções

A situação atingiu moradores e comerciantes
Feira de Santana
Comitê de Crise estabelece decreto de situação de emergência por conta das chuvas

Comitê de Crise estabelece decreto de situação de emergência por conta das chuvas

O decreto visa facilitar o acesso do Governo Municipal a recursos estaduais e federais...
Feira de Santana
Vacinação contra dengue está abaixo do esperado, afirma prefeito

Vacinação contra dengue está abaixo do esperado, afirma prefeito

O público alvo são crianças de 10 a 14 anos, mas a prioridade são as de 10 a 11