Feira de Santana

Vereador alerta sobre dificuldades enfrentadas pela APAE de Feira de Santana

A situação se agrava ainda mais quando se trata da alimentação dos assistidos pela APAE.

29/02/2024 16h35
Vereador alerta sobre dificuldades enfrentadas pela APAE de Feira de Santana
Foto: Robson Nascimento

Durante sessão da Câmara Municipal de Feira de Santana nesta quinta-feira (29), o vereador Emerson Minho trouxe à tona as dificuldades enfrentadas pela APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) do município. Em entrevista ao De Olho na Cidade, o vereador detalhou os problemas enfrentados pela instituição e as consequências desse cenário para a comunidade.

“A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Feira de Santana enfrenta uma crise financeira que tem impactado diretamente em seus projetos e serviços. Desde 2022, a prefeitura não tem repassado os recursos necessários para a entidade, deixando em espera diversas iniciativas importantes. O montante referente às emendas impositivas do ano passado, que totalizam mais de R$ 415 mil, ainda não foi repassado, assim como os recursos de 2023, que ultrapassam a marca de R$ 1 milhão e o pior é que a APAE conta com um contrato firmado com o Ministério da Saúde no valor de R$ 1 milhão, porém, desde outubro do ano passado, esse montante não foi repassado pela prefeitura, responsável por intermediar os repasses através do Fundo Municipal de Saúde.”

Segundo o vereador, essa situação tem gerado dificuldades para a APAE, que não consegue expandir seus atendimentos conforme o necessário.

“A falta desses recursos tem afetado diretamente os atendimentos prestados pela APAE, que não consegue expandir seus serviços conforme o planejado. Mesmo sendo papel do Poder Público garantir esses serviços, a APAE tem sido forçada a assumir essa responsabilidade, causando um desequilíbrio em suas finanças. A APAE já está reduzindo o atendimento e a fila de espera é de mais de 2 mil crianças.”

A situação se agrava ainda mais quando se trata da alimentação dos assistidos pela APAE. Com a mudança da Pedagogia Aplicada à Inclusão (PAI) para uma escola especializada, a entidade deixou de receber recursos para a merenda escolar.

“A secretária de Educação falou que a APAE agora saiu da escola regular para ser escola especialista, com meninos especiais, por isso não vai receber alimentos em recurso do alimento para a APAE. Essa decisão, segundo ele, coloca em risco a merenda escolar das mais de 425 crianças atendidas pela instituição.”, explicou o vereador.

Diante desse cenário, o vereador Emerson Minho buscou a intervenção do líder do governo, José Carneiro (MDB), para que a prefeitura faça os repasses devidos à APAE. José Carneiro, garantiu que se disponibiliza a tentar uma solução referente à alimentação e aos repasses de recursos da entidade. “Se está com os recursos, tem que pagar”, afirmou.

Informações: ASCOM Câmara / Repórter Robson Nascimento

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Feira de Santana está entre as oito cidades da Bahia com menor índice de analfabetismo

Feira de Santana está entre as oito cidades da Bahia com menor índice de analfabetismo

A cidade tinha uma taxa de analfabetismo de 8% em 2010, que diminuiu para 6% em 2022.
Feira de Santana
Projeto que flexibiliza carga e descarga em avenida de Feira de Santana é aprovado

Projeto que flexibiliza carga e descarga em avenida de Feira de Santana é aprovado

O projeto surge como uma resposta às demandas dos comerciantes que têm enfrentado dificuldades...
Feira de Santana
Parque de Exposição vai sediar Expo Portal em junho

Parque de Exposição vai sediar Expo Portal em junho

O Parque de Exposições está passando pelo processo de revitalização e recuperação...