Economia

Vendas no varejo recuam 0,8% em julho, informa IBGE

Com as quedas nos ramos de veículos (-2,7%) e material de construção (-2%), varejo ampliado também teve retração (0,7%)

14/09/2022 12h26

O volume de vendas no comércio varejista brasileiro recuou 0,8% em julho, frente a junho. O setor acumula ainda desempenho positivo em 2022 (0,4% nos sete meses iniciais), mas tem negativo de 1,8% no intervalo de 12 meses. As informações são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), do IBGE, divulgada nesta quarta-feira (14).

No comércio varejista ampliado, o volume de vendas caiu 0,7% frente a junho. Os dois segmentos que são somados ao varejo tradicional tiveram queda: Veículos e motos, partes e peças (-2,7%) e Material de construção (-2,0%). O acumulado no ano foi está em -0,8% e o dos 12 meses chegou a -1,9%.

No comércio varejista, sete das oito atividades tiveram taxas negativas no comparativo mensal. Tecidos, vestuário e calçados (-17,1%) foi o ramo com maior tombo. Em seguida aparecem móveis e eletrodomésticos (-3%), livros, jornais, revistas e papelaria (-2,0%), equipamentos e material para escritório informática e comunicação (-1,5%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (-1,4%), hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,6%), e outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,5%). Apenas a atividade de Combustíveis e lubrificantes (12,2%) mostrou crescimento.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Economia
Aneel mantém bandeira tarifária verde pelo sexto mês seguido

Aneel mantém bandeira tarifária verde pelo sexto mês seguido

Em outubro não haverá cobrança extra na conta de luz
Economia
Prévia inflacionária de setembro aponta nova deflação (-0,37%)

Prévia inflacionária de setembro aponta nova deflação (-0,37%)

Considerado a  principal prévia do índice oficial de inflação IPCA, o Índice...
Economia
Petrobras anuncia nova redução no preço do GLP para as distribuidoras

Petrobras anuncia nova redução no preço do GLP para as distribuidoras

Trata-se da terceira redução no preço médio do produto em 2022