Feira de Santana

Varejo tem ano de 2022 positivo; saiba os seguimentos que foram destaque

Para o empresário da rede Mersan e também presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Feira de Santana CDL, Luis Mercês, o pós-pandemia proporcionou um ano bastante positivo.

06/01/2023 11h15
Varejo tem ano de 2022 positivo; saiba os seguimentos que foram destaque
Foto: Jorge Magalhaes

Um ano desafiador e também de retomada. Assim pode ser definido 2022 pela perspectiva econômica. Para o varejo não foi diferente. Se por um lado o período iniciou com as novas ondas de casos de Covid-19, o que alterou a dinâmica dos negócios, por outro a volta dos eventos fez a economia girar, impactando positivamente muitos nichos do setor e potencializando as vendas como um todo. Para o empresário da rede Mersan e também presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Feira de Santana CDL, Luis Mercês, o pós-pandemia proporcionou um ano bastante positivo.

“O ano de 2022 foi um ano pós-pandemia, de recuperação, foi um ano em que aquelas empresa que tiveram produtos certos, equipes de atendimento certas e que preparam seus estabelecimentos tiveram resultados bons. O varejo começou a aquecer e as vendas foram de grande recuperação e isso foi muito bom em diversos setores. Tivemos um dezembro que não foi espetacular, mas que foi muito bom e Feira de Santana como é esse entroncamento rodoviário, de compras, onde as pessoas se abastecem, conseguiu absorver muito disso, então no geral o ano foi bom.”

Luis Mercês ainda destacou o setor de eletrodomésticos entre os que mais faturaram em 2022 por conta da Copa do Mundo.

“O setor de supermercado, calçados, confecções, pequeno varejo, a parte de eletrodomésticos em função da copa do mundo, todos esses setores conseguiram ter um ano bom, porque quando aquece a economia as coisas melhoram como um todo.”

Apesar de ainda não ter alcançado os números anteriores a pandemia da covid-19, a CDL espera que em 2023 o setor se recupere totalmente.

“Em número de peças, de atendimentos, nós ainda não conseguimos chegar no patamar que tínhamos em 2019, mas estamos muito próximos, a vida voltou, as pessoas estão em recuperação e ascendente. Acredito que em 2023 deveremos superar os anos anteriores a pandemia.”

O empresário também criticou o reajuste do ICMS aplicado pelo Executivo estadual. 

“Recentemente tivemos um grande problema que foi o aumento de 5.65% do ICMS do estado que reflete no preço final do produto e que pra mim é um equivoco porque tudo que se baixa a venda aquece e tudo que se aumenta a venda cai, então estamos nessa celeuma de aumento de imposto que precisa ser revisto.”

O ano de 2023 chegou com um novo governo e expectativas e tensão marcam o setor econômico. Convidado a projetar 2023, o presidente da CDL Feira afirmou que prefere aguardar para entender melhor toda a perspectiva

“A gente precisa aguardar o que vai acontecer, existe muita tensão em todas as perspectivas, em alguns setores da economia os ministros são muito bem vistos, algumas empresas estão com muita preocupação, outras enxergam que a população vai ter poder de compra e conseguirá aquecer o varejo, mas a gente que aguardar um pouco para entender melhor toda essa perspectiva.”

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Aulas das escolas privadas de Feira retornam nesta quarta (1º)

Aulas das escolas privadas de Feira retornam nesta quarta (1º)

A manhã desta quarta-feira (1º), foi marcada pelo retorno das aulas das escolas de ensino...
Feira de Santana
Bruxismo tem relação com problemas emocionais, aponta especialista

Bruxismo tem relação com problemas emocionais, aponta especialista

O bruxismo é um transtorno caracterizado por apertar os dentes ou serrar a mandíbula...
Feira de Santana
Prefeitura estabelece calendário de pagamentos de salário de 2023

Prefeitura estabelece calendário de pagamentos de salário de 2023

Os pagamentos estão previstos sempre para o último dia útil de cada mês.