Feira de Santana

UPAs e Policlínicas registram quase 2 milhões de atendimentos este ano

Os números apontam ainda que quase 100% dos casos são resolvidos nas próprias unidades

05/09/2022 12h26
UPAs e Policlínicas registram quase 2 milhões de atendimentos este ano
Foto: Jorge Magalhães

Entre janeiro e agosto deste ano, as sete policlínicas e duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Feira de Santana realizaram juntas 1.881.626 atendimentos – entre serviços ambulatoriais, procedimentos, atendimentos médicos de urgência e emergência, além de exames e consultas.

Os números apontam ainda que a taxa de resolutividade se mantém positiva, podendo ser um dos fatores que contribui para a procura da população pelos serviços. Este ano apenas 1,2% dos casos atendidos foram transferidos – um total de 1.145 pessoas. Ou seja, quase 100% dos casos são resolvidos nas próprias unidades.

“Esses equipamentos são muito importantes para a garantia de direitos à saúde da população. Por isso, a equipe está alinhada e empenhada em oferecer o melhor atendimento ao paciente de forma célere e humanizada”, assegura a coordenadora geral das Policlínicas e UPAs da Secretaria Municipal de Saúde, Vera Lúcia Galindo.

Ainda na avaliação da coordenadora, embora alto o índice de resolutividade, a transferência de pacientes por meio do Sistema de Regulação do Governo do Estado é a maior dificuldade enfrentada pelas unidades.

“A média de tempo que o paciente fica na unidade aguardando regulação é em média 4 a 35 dias, o que sobrecarrega o sistema de saúde do município e superlota as unidades. Infelizmente, perdemos pacientes nessa espera exaustiva, mesmo com todos os esforços da equipe que realiza os exames necessários para atualizar diariamente os relatórios para a Regulação”, enfatiza.

Em Feira de Santana, as sete policlínicas e as duas UPAs funcionam 24 horas por dia, ininterruptamente, e oferecem desde atendimentos ambulatoriais a serviços de urgência e emergência para crianças e adultos. Nas UPAs, além desses serviços, é possível ter assistência de média e alta complexidade destinada a casos leves e graves – exceto politraumatismo.

Nos distritos, as policlínicas de São José e Humildes oferecem o mesmo perfil de atendimento à exceção do ambulatorial.

Além destas unidades, está em fase de construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no distrito de Humildes, com 25% das obras concluídas. A unidade é classificada como porte I e vai oferecer serviços semelhantes à UPA da Mangabeira, com capacidade de atendimento médio para mais de 135 pacientes/dia.

O equipamento tem mais de 1.050 metros quadrados e vai dispor de 12 leitos, sendo três de observação infantil, um de isolamento, duas salas vermelhas, três de observação feminina e outros três masculinos – podendo oferecer 400 atendimentos mensais de observação de urgência e emergência, além de exames laboratoriais (capacidade mensal de 3.100) e de imagem, como Raio-X (capacidade mensal de 500) e eletrocardiograma, contribuindo na agilidade no tratamento e diagnóstico.

*Secom

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Vazamento em adutora interrompe abastecimento em Jaguara

Vazamento em adutora interrompe abastecimento em Jaguara

A equipe da Embasa já está mobilizada para fazer a manutenção da adutora
Feira de Santana
Feira de Santana é o 3º melhor município baiano na Dimensão Finanças do IGM-CFA 2022
Feira de Santana
Movimento em bares e restaurantes dispara com jogos da Copa

Movimento em bares e restaurantes dispara com jogos da Copa

Em Feira de Santana os empresários já começaram a ver os resultados