Política

TSE proíbe PRF de fazer operações que afetem transporte público

Corporação pode ser responsabilizada criminalmente

30/10/2022 11h26
TSE proíbe PRF de fazer operações que afetem transporte público
Foto: PRF

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, proibiu na noite de ontem (29) a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de realizar qualquer operação que afete o transporte público de eleitores neste domingo (30).

Ele também vedou a Polícia Federal (PF) de apresentar resultados de operações relacionadas às eleições. Na decisão, Moraes afirmou que os diretores de ambas as corporações podem ser responsabilizados criminalmente em caso de descumprimento.

O ministro atendeu a pedido do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que acionou o TSE pedindo providências para que a PRF não fosse mobilizada em favor da campanha do presidente Jair Bolsonaro, que tenta a reeleição, e em desfavor da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O parlamentar fez o pedido alegando haver notícias de que a PRF estaria preparada para realizar operações especiais em estradas neste domingo (30). Ele também citou reportagem de emissora de tv sobre a abertura de investigação pelo Ministério Público para apurar suposto uso político da PRF.

Moraes justificou a decisão diante da proximidade do pleito. “O processo eleitoral, como um dos pilares da democracia, deve ser resguardado”, afirmou o ministro. Acrescentouque cabe ao TSE “fiscalizar a lisura dos procedimentos de maneira que não se altere a paridade nas eleições” .

Antes de conceder a liminar (decisão provisória), o presidente do TSE havia dado quatro horas para que a PRF e a PF prestassem informações sobre operações especiais no dia da eleição. Ele considerou, contudo, que as informações “não foram suficientes a refutar as notícias amplamente divulgadas, não havendo, até o momento, indicação sobre as razões que justificam as operações específicas implementadas no segundo turno das eleições, exceto a de coibir a compra de voto”.

*Agência Brasil

Comentários

Leia também

Política
CCJ do Senado aprova castração química voluntária para reincidentes em crimes sexuais

CCJ do Senado aprova castração química voluntária para reincidentes em crimes sexuais

Projeto não irá para o Plenário, seguindo apenas para a Câmara dos Deputados
Política
Dias Toffoli anula decisões proferidas pela Lava-Jato contra Marcelo Odebrecht

Dias Toffoli anula decisões proferidas pela Lava-Jato contra Marcelo Odebrecht

Ministro determinou também o trancamento de todos os procedimentos penais contra o empresário....
Política
Em decisão unânime, TSE absolve Sérgio Moro e mantém mandato de senador

Em decisão unânime, TSE absolve Sérgio Moro e mantém mandato de senador

Ministros da Corte Eleitoral analisaram pedidos para derrubar a decisão do TRE do Paraná,...