Política

TSE dá 24 horas para Bolsonaro excluir imagens das redes no 7 de Setembro

O ministro Benedito Gonçalves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que a campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) descumpre decisão da Corte

21/09/2022 17h09
TSE dá 24 horas para Bolsonaro excluir imagens das redes no 7 de Setembro
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

O ministro Benedito Gonçalves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que a “campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) descumpre decisão da Corte e tem explorado ostensivamente imagens do Bicentenário da Independência”, comemorado no dia 7 de Setembro, que foram proibidas.

Corregedor da Justiça Eleitoral, Gonçalves deu prazo de 24 horas para a exclusão das imagens das redes sociais pelas plataformas que as gerenciam. Em caso de descumprimento, as empresas poderão ser multadas.

“O que se constata, ante a prova apresentada, é que a campanha continuou a fazer uso ostensivo de material cuja exploração para fins eleitorais foi expressamente vedada”, escreveu o ministro.

Gonçalves proibiu que imagens públicas e privadas fossem exploradas pela campanha diante dos indícios de que houve uma confusão entre evento oficial e eleitoral. O plenário do TSE manteve o entendimento do ministro.

Após a decisão, o PT acionou o TSE e indicou que as imagens continuavam a ser usadas. O TSE verificou que, de fato, o material do 7 de setembro seguiu sendo utilizado de forma irregular em páginas de Bolsonaro.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
ACM Neto e Jerônimo Rodrigues disputam segundo turno pelo governo baiano
Política
Balanço do Ministério da Justiça registra 920 ocorrências de crime eleitoral ao longo do domingo

Balanço do Ministério da Justiça registra 920 ocorrências de crime eleitoral ao longo do domingo

Número inclui 310 casos de boca de urna e 55 violações do sigilo do voto.
Política
Lula e Bolsonaro vão ao segundo turno pela presidência

Lula e Bolsonaro vão ao segundo turno pela presidência

Segundo turno ocorre no dia 30 de setembro.