Esporte

Time feminino do Bahia estreia na Série A-2 neste sábado (11)

A missão é estar entre as duas melhores campanhas para seguir e lutar pelo retorno à elite

11/06/2022 03h11
Time feminino do Bahia estreia na Série A-2 neste sábado (11)

Foto: Bruno Queiroz / EC Bahia

Após ser rebaixado com uma campanha de onze derrotas e quatro empates no Campeonato Brasileiro de 2021, o time feminino do Bahia procura juntar os cacos e recomeçar na Série A-2. O primeiro desafio das Mulheres de Aço será neste sábado (11), às 15h, contra o Fluminense nas Laranjeiras, no Rio de Janeiro.

As tricolores estão no Grupo B, ao lado do Fluminense, Vasco e Botafogo. A missão é estar entre as duas melhores campanhas para seguir e lutar pelo retorno à elite.

Com uma queda no orçamento causada pelo rebaixamento do time masculino para a Série B, a equipe treinada por Igor Morena foi economicamente afetada e precisou se reinventar. Várias novas atletas chegaram e poucas permaneceram no grupo, que vem trabalhando no CT Evaristo de Macedo desde o dia 11 de abril.

Entre os principais destaques do time estão as meio-campistas Fabi Ramos e Lane, e a atacante Ellen. Elas prometem ser as referências técnicas dentro da competição. O grupo conta com caras novas como a goleira Camila, a lateral-direita Ariely e a zagueira Thayná.

Quem também retorna ao elenco é a atacante Miúda, que estava no Athletico Paranaense. Com 27 anos, a jogadora já conquistou um acesso com o Bahia e pretende repetir a dose para animar a torcida.

“Voltei ao clube que me deu várias alegrias e fui muito feliz. 2020 foi um ano mágico em que conseguimos o acesso à elite. Venho mais uma vez para ajudar a equipe. Garra e vontade não vão faltar para dar alegrias aos nossos torcedores”, disse a atleta, em entrevista ao Bahia Notícias.

“Muito dizem que caímos em um grupo da morte. Passar dessa fase vai ser um passo muito importante para a equipe nos próximos confrontos”, acrescentou.

Um provável time-base das Mulheres de Aço conta com Monique (Camila Ferreira), Ariely (Camila Santos), Thayna, Débora e Taiana; Kaiuska (Kaylane), Fabi Ramos e Lane; Miúda, Ellen e Gabi Itacare (Nayra).

Atual bi-campeão do Campeonato Baiano feminino, o Bahia é o único representante do estado na competição. Na Série A-3, o Doce Mel, que foi vice-campeão baiano em 2021, tenta subir para a A-2 (leia mais sobre o time do interior aqui).

*Bahia Notícias

Comentários

Leia também

Esporte
Classificado, Brasil vai enfrentar Camarões com time reserva

Classificado, Brasil vai enfrentar Camarões com time reserva

Decisão foi tomada para poupar titulares
Esporte
Tunísia derrota França por 1 a 0, mas não avança para oitavas

Tunísia derrota França por 1 a 0, mas não avança para oitavas

Seleção francesa disputará contra Austrália na próxima fase da Copa no Grupo D
Esporte
Pelé volta a ser internado em São Paulo e situação preocupa os médicos

Pelé volta a ser internado em São Paulo e situação preocupa os médicos

Corpo médico que atende o ex-atleta apontou que a quimioterapia realizada ao longo dos...