Brasil

Telegram apaga mensagem contra PL das Fake News após determinação do STF

Além da exclusão do texto, ministro do STF também determinou o envio de uma mensagem de retratação

10/05/2023 16h27
Telegram apaga mensagem contra PL das Fake News após determinação do STF
Foto: Reprodução

O Telegram apagou nesta quarta-feira (10) a mensagem enviada aos seus usuários criticando o Projeto de Lei das Fake News depois da determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O texto contra o projeto foi apagado pela plataforma por volta das 14h25.

Mais cedo, Moraes determinou a exclusão da mensagem . Se a decisão fosse descumprida, o ministro havia ameaçado suspender o aplicativo em todo o país por 72 horas.

Além da exclusão do texto, Moraes também determinou o envio da seguinte mensagem a todos os usuários: “Por determinação do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, a empresa Telegram comunica: A mensagem anterior do Telegram caracterizou FLAGRANTE e ILÍCITA DESINFORMAÇÃO atentatória ao Congresso Nacional, ao Poder Judiciário, ao Estado de Direito e à Democracia Brasileira, pois, fraudulentamente, distorceu a discussão e os debates sobre a regulação dos provedores de redes sociais e de serviços de mensageria privada (PL 2630), na tentativa de induzir e instigar os usuários a coagir os parlamentares”.

Às 14h52, o Telegram enviou a mensagem determinada por Moraes.

*Metro1

Comentários

Leia também

Brasil
Fila de espera do Bolsa Família atinge recorde de quase 700 mil famílias aguardando benefício

Fila de espera do Bolsa Família atinge recorde de quase 700 mil famílias aguardando benefício

Governo enfrenta dificuldades para atender demanda do Bolsa Família com orçamento limitado...
Brasil
Bolsa Família: pagamentos começam nesta quinta-feira (18)

Bolsa Família: pagamentos começam nesta quinta-feira (18)

O município baiano de Vitória da Conquista está com o sistema suspenso por instabilidade...
Brasil
Número de motoristas com problema de visão cresce quase 80% em 10 anos, aponta levantamento

Número de motoristas com problema de visão cresce quase 80% em 10 anos, aponta levantamento

Total passou de 14,4 milhões, em 2014, para 25,4 milhões, em 2024