Política

TCU vai investigar gastos em duplicidade do governo Bolsonaro 

O autor do pedido é o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) e o relator será o ministro Antonio Anastasia

11/06/2022 03h02
TCU vai investigar gastos em duplicidade do governo Bolsonaro 

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu procedimento para apurar supostos gastos em duplicidade no cartão corporativo do presidente Jair Bolsonaro (PL). O autor do pedido é o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) e o relator será o ministro Antonio Anastasia.

De acordo com o parlamentar, há despesas que constam, simultaneamente, de faturas do cartão e de contratos firmados pela União para os mesmos serviços.

Segundo Vaz, há aumento nos gastos do Executivo com hospedagem, alimentação e locomoção dos militares que fazem a segurança do presidente – tudo pago com cartão corporativo. No entanto, os militares responsáveis pela segurança de Jair Bolsonaro e do vice, Hamilton Mourão, recebem diárias para pagar o custo de alimentação e hospedagem.

Entre janeiro de 2020 e maio de 2022, o valor foi de R$10.767.281,13 em diárias, segundo levantamento no Portal da Transparência.

A locomoção também está garantida. O governo pagou entre janeiro de 2020 e maio deste ano R$12.154.944,08 à empresa Miranda Turismo e Representações Ltda. para fornecimento de passagens.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Em resposta sobre Colbert, Geraldo Júnior ameaça expulsar membro que não apoiar decisão do MDB    

Em resposta sobre Colbert, Geraldo Júnior ameaça expulsar membro que não apoiar decisão do MDB    

O MDB da Bahia apoia chapa do grupo governista, composta pelo próprio Geraldo.
Política
Recém-eleita, Eremita Mota já esperava vitória para presidência da Câmara

Recém-eleita, Eremita Mota já esperava vitória para presidência da Câmara

Eleita por unanimidade, a vereadora conta que já esperava o resultado. “Eu pensei, mas...