Bahia

TCM julga contas de 2020 de ex-prefeito de Santo Amaro, Flaviano Bonfim, nesta terça-feira

As contas de 2020 são referentes ao último ano de gestão de Flaviano Bonfim. Segundo o TCM, o ex-prefeito de Santo Amaro teve as contas dos anos de 2017, 2018 e 2019 aprovadas, porém todas com ressalvadas.

16/05/2022 12h40
TCM julga contas de 2020 de ex-prefeito de Santo Amaro, Flaviano Bonfim, nesta terça-feira

O ex-prefeito de Santo Amaro, Flaviano Rohrs da Silva Bonfim, terá suas contas de 2020 julgadas nesta terça-feira (17), pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). O relator do processo será o conselheiro Raimundo Moreira.

As contas de 2020 são referentes ao último ano de gestão de Flaviano Bonfim. Segundo o TCM, o ex-prefeito de Santo Amaro teve as contas dos anos de 2017, 2018 e 2019 aprovadas, porém todas com ressalvadas.

Em 2017, segundo pesquisa ao TCM, Flaviano Bonfim teve, inicialmente, as contas rejeitadas. Mas devido uma divergência na sessão de votação, ele conseguiu a aprovação, porém com ressalvas. Ele foi multado nos valores de R$ 3 mil e R$ 29.304,00, esta última por não reduzir o montante da despesa total com pessoal.

2018

O ex-prefeito de Santo Amaro também teve as contas de 2018 aprovadas, mas com ressalvas. Ele foi multado pelo TCM em R$ 4 mil por várias irregularidades apontadas, entre elas, a não reposição às contas específicas do Fundeb, Royalties/Fundo Especial, CIDE, FIES e QSE.

Conforme determinação do conselheiro, Raimundo Moreira, o ex-prefeito Flaviano Bonfim deveria repor à conta do Fundeb, com recursos municipais, os valores de R$2.384.817,52 e R$2.422.547,43, decorrentes de despesas glosadas, respectivamente, no exercício de 2018 e em exercícios anteriores.

Com relação às contas específicas dos Royalties/Fundo Especial, CIDE, FIES e QSE, O ex-prefeito Flaviano Bonfim também deveria repor, com recursos municipais, os valores de R$ 773.825,73, R$ 113.783,44, R$ 51.043,36 e R$ 323.774,83.

2019

O julgamento das contas do ano de 2019 ocorreu de forma semelhante ao primeiro ano de sua gestão, em 2017. Inicialmente, Flaviano Bonfim teve as contas rejeitadas, mas devido a uma divergência entre os conselheiros, ele teve as contas aprovadas, porém com ressalvas.

Em 2019, por contas das ressalvas, ele foi multado pelo TCM em R$ 5 mil. Também foi determinada a restituição imediatamente, com recursos municipais, R$ 10 mil outros R$ 113.783,44 às contas do Fundeb e da CIDE.

Flaviano Bonfim esteve à frente da Prefeitura de Santo Amaro entre os anos de 2017 e 2020. Ele não conseguiu a reeleição após disputar com a atual prefeita, Alessandra Gomes (PSD), esposa do também ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado (PT).

*Ascom

Comentários

Leia também

Bahia
Empresa baiana desenvolve cosméticos para movimentar o comércio local e alimentar as demandas do mercado 

Empresa baiana desenvolve cosméticos para movimentar o comércio local e alimentar as demandas do mercado 

A empresa é de Jacobina e visa ajudar os baianos com uma linha de cosméticos local, já...
Bahia
Inscrições para concurso da Adab já estão abertas e seguem até 4 de abril

Inscrições para concurso da Adab já estão abertas e seguem até 4 de abril

Com remuneração inicial de R$ 6.513,00, os aprovados obedecerão a um regime de trabalho...