Brasil

Suspensão do piso da enfermagem começa a ser avaliado pelo STF nesta sexta

Ministros terão até o dia 16 de setembro para divulgar seus votos no plenário virtual

09/09/2022 10h22
Suspensão do piso da enfermagem começa a ser avaliado pelo STF nesta sexta
Foto: Rosinei Coutinho / SCO / STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) começa a analisar, nesta sexta-feira (9), se será mantida ou não a decisão do ministro Luís Roberto Barroso, que suspendeu o piso salarial nacional da enfermagem. Os ministros terão até o dia 16 de setembro para divulgar seus votos no plenário virtual.

Barroso determinou, no último domingo (4), a suspensão da lei que estabelece o piso e deu 60 dias para estados, municípios, órgãos do governo federal, conselhos e entidades da área da saúde informassem o impacto financeiro nos atendimentos e os riscos de demissões. 

A lei foi avalizada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Barroso, no entanto, avaliou que existe um risco concreto de piora na prestação do serviço de saúde, principalmente nos hospitais públicos, Santas Casas e hospitais ligados ao SUS, uma vez que as próprias instituições já indicaram a possibilidade de demissão em massa e de redução da oferta de leitos

Na última quinta-feira (8), o ministro afirmou que sua intenção ao suspender o piso nunca foi barrar a mudança, mas torná-la viável, identificando previsões orçamentárias nos estados.

*Metro 1

Comentários

Leia também

Brasil
Justiça determina bloqueio de valores das Americanas que foram retidos por bancos

Justiça determina bloqueio de valores das Americanas que foram retidos por bancos

Os valores eram de R$ 200 milhões, retidos pelo Banco Safra, e R$ 95 milhões pelo Banco...
Brasil
Previdência convoca mais 11 mil aposentados e pensionistas para fazer Prova de Vida

Previdência convoca mais 11 mil aposentados e pensionistas para fazer Prova de Vida

Processo pode ser feito até o fim do mês de setembro por aplicativo, videoatendimento...
Brasil
Governo Bolsonaro decreta luto oficial de três dias por morte da rainha Elizabeth II

Governo Bolsonaro decreta luto oficial de três dias por morte da rainha Elizabeth II

Decreto foi publicado em edição extra do "Diário Oficial da União"