Polícia

SSP monta posto Especializado para acolhimento a grupos vulnerabilizados e povos tradicionais

O local também conta com prepostos das Secretarias de Políticas para as Mulheres, de Justiça e Direitos Humanos, de Promoção da Igualdade Racial e dos Povos Tradicionais e de Assistência e Desenvolvimento Social.

21/04/2023 23h30
SSP monta posto Especializado para acolhimento a grupos vulnerabilizados e povos tradicionais
Foto: Kelly Hosana

Pela primeira vez, durante os quatro dias da Micareta de Feira de Santana, a Superintendência de Prevenção à Violência (Sprev) da Secretaria da Segurança Pública conta com um posto Integrado de recepção, acolhimento, atenção e orientação às pessoas em situação de vulneravilidade.

O espaço montado no circuito Maneca Ferreira conta equipes especialializada das Secretarias de Políticas para as Mulheres (SPM), de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), de Promoção da Igualdade Racial e dos Povos Tradicionais e de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS).

No espaço, as equipes da Sprev divulgam algumas ações e projetos desenvolvidos ao longo de todo o ano para atender ao público. Entre as campanhas aparecem a ‘Ligadas Por Fios’, que recolhe mechas de cabelo para confecções de perucas distribuídas as mulheres em luta contra o câncer, a ‘Cartilha para Atuação das Forças Junto a Migrantes e Refugiados’, Reitegrança, o jogo do Espelho, Prevenir e Agir, do Risque e Rabisque, para o público infantil, e de selos que conferem o reconhecimento de serviços e projetos desenvolvidos por outras instituições e comunidade.

O PI/Sprev funciona durante todos os dias do evento.

“A Sprev tem promovido ações de maior aproximação com a sociedade, mas também transversalizando as suas ações com outras Secretarias que têm pautas correlatas. Nesse sentido, nós trouxemos para a Micareta de Feira, de forma inédita, o primeiro Posto Integrado de Prevenção à Violência. É posto que integrava a SSP, a Sepromi, através do Centro de Referência Nelson Mandela, a SPM e a SEADS, com o programa ‘Corra pro Abraço’, explicou a major Denice Santiago, superintendente da Sprev.

A oficial explicou que a estrutura acolhe questões e demandas relacionadas as mulheres, crianças e adolescentes, pessoas em situação de rua, pessoas que fazem uso e abuso de drogas, a população LGBTQIAPN+, como também ações relacionadas ao Racismo e intolerância religiosa.

“Nossa proposta é de estar aqui, próximo às pessoas, ouvindo as pessoas e fazendo com que o público entenda que a Segurança Pública é um dever de todos”, detalhou Santiago.

A atividade do posto é marcada também com a distribuição de materiais educativos.

Nos próximos dias do evento, a equipe promoverá a visitação aos postos ocupados pelas forças da Segurança – Polícias Civil, Militar, Técnica e Corpo de Bombeiros Militar -, para manter um diálogo aberto com os servidores em atividade no evento.

“Eu acredito que vamos ter uma festa maravilhosa, durante todos os dias, e vamos seguir de boa”, concluiu.

Comentários

Leia também

Polícia
Polícia Civil conclui inquérito e indicia 14 pessoas por golpes com cartão virtual

Polícia Civil conclui inquérito e indicia 14 pessoas por golpes com cartão virtual

Eles responderão por estelionato, receptação qualificada, receptação simples, lavagem...
Polícia
66ª CIPM realiza apreensão de entorpecentes no bairro Campo Limpo, em Feira de Santana.

66ª CIPM realiza apreensão de entorpecentes no bairro Campo Limpo, em Feira de Santana.

Diante dos fatos, o indivíduo e todo material ilícito foram apresentados à Central de...
Polícia
Polícia registra homicídios nos bairros Jardim Cruzeiro e Pedra Ferrada

Polícia registra homicídios nos bairros Jardim Cruzeiro e Pedra Ferrada

Até o momento, não há detalhes adicionais sobre o caso.