Bahia

Site do governo da Bahia é suspenso após decisão judicial, a pedido de coligação de Neto

Deliberação do TRE pedia remoção de publicidades institucionais sob pena de multa diária no valor de R$ 20 mil

17/08/2022 17h54
Site do governo da Bahia é suspenso após decisão judicial, a pedido de coligação de Neto
Foto: Reprodução

Uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) publicada nesta quarta-feira (17) determinou a remoção imediata de notícias referentes a obras realizadas pelo Governo da Bahia, que continuavam disponíveis na página oficial do estado, sob pena de multa diária no valor de R$ 20 mil.

A deliberação atendeu a uma representação da coligação do candidato ao governo da Bahia ACM Neto (UNIÃO) contra o governador Rui Costa (PT). Por lei, está proibida a exposição de publicidades institucionais dos atos de governo desde julho deste ano, pela possibilidade de afetar a lisura do pleito,

As notícias do governo do estado foram publicadas em datas anteriores ao período vedado, mas continuavam no site. A decisão considerou que “a manutenção da publicidade pode afetar a igualdade de oportunidades entre os concorrentes, beneficiando o candidato apoiado pelo representado”.

No momento da publicação desta nota, foi constatado que o portal oficial do governo da Bahia está suspenso.

*Metro1

Comentários

Leia também

Bahia
Estado publica Edital de inscrição para 2.500 vagas de soldado da PM e Bombeiros

Estado publica Edital de inscrição para 2.500 vagas de soldado da PM e Bombeiros

As inscrições devem ser feitas pelo site da Fundação Carlos Chagas, organizadora do...
Bahia
Estado pede que beneficiários do precatório do Fundef só busquem o SAC em casos específicos

Estado pede que beneficiários do precatório do Fundef só busquem o SAC em casos específicos

De acordo com o governo do estado, o comparecimento ao SAC é necessário somente para...
Bahia
Censo 2022: em um mês de pesquisa, indígenas na Bahia ultrapassam 36% do total de 2010

Censo 2022: em um mês de pesquisa, indígenas na Bahia ultrapassam 36% do total de 2010

Até então, 81.992 habitantes se declararam como indígenas, enquanto há 12 anos estes...