Educação

Sistema Nacional de Educação e políticas educacionais são discutidos em Feira

Articulação do plano nacional de educação com os planos estaduais e municipais também foram tema do encontro

10/06/2022 07h24
Sistema Nacional de Educação e políticas educacionais são discutidos em Feira
Foto: Sara Silva

A instituição do Sistema Nacional de Educação e a relação com as políticas educacionais foram abordados na tarde desta quarta-feira, 8, em uma sessão especial do Conselho Municipal de Educação (CME). O presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME) e coordenador do Fórum Nacional de Educação (FNE), professor Manuel Humberto Gonzaga Lima, foi o palestrante convidado.

O professor apresentou os pontos mais relevantes do projeto de lei complementar 235/2019 que institui o Sistema Nacional de Educação (SNE) e determina normas para a cooperação na área da educação entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios como previsto na Constituição.

O SNE articula o ordenamento das ações dos entes federados e tem como objetivo principal universalizar o acesso à educação básica de qualidade com igualdade e equidade, erradicar o analfabetismo e garantir infraestrutura física tecnológica e de pessoal adequada para as escolas públicas.

Também foi tratada a articulação do plano nacional de educação com os planos estaduais e municipais.

“O nosso foco é no estudante, para que ele tenha acesso e permanência em uma educação de qualidade”, afirma o professor.

A presidente do Conselho Municipal de Educação (CME), Karina Macêdo, afirma que a discussão da temática é pioneira e possibilita que gestores e coordenadores das unidades de ensino (rede municipal e privada – que atendem exclusivamente a educação infantil) conheçam as ações implementadas a nível nacional, mas que necessitam dos diagnósticos locais para que avancem.

A secretária de Educação, professora Anaci Paim, também defende que “as diretrizes são nacionais, mas as singularidades são locais”. Por isso, a realidade das cidades precisam ser avaliadas para que a educação avance e atenda as demandas necessárias.

Além da presidente do CME e da secretária de Educação, o coordenador do Fórum Municipal de Educação, o professor doutor Fabrício Oliveira da Silva, também compôs a mesa do evento.

Comentários

Leia também

Educação
Universidades federais afirmam que não têm dinheiro para pagar as contas em dezembro

Universidades federais afirmam que não têm dinheiro para pagar as contas em dezembro

Falta dinheiro para pagar contas básicas, como água e luz
Educação
Senadores aprovam relatório sobre impactos da pandemia na educação

Senadores aprovam relatório sobre impactos da pandemia na educação

Entre as recomendações está a de que os ministérios da Educação e da Economia recomponham...
Educação
Proed forma mais de 600 alunos de escolas da rede municipal e particular de Feira de Santana

Proed forma mais de 600 alunos de escolas da rede municipal e particular de Feira de Santana

Os alunos que se destacaram ao longo das aulas foram agraciados com um kit personalizado...