Política

Senado vota PEC que pode ampliar estado de emergência e poder de Bolsonaro

Em ano de eleição a criação de novos benefícios sociais é proibida pela lei

30/06/2022 17h15
Senado vota PEC que pode ampliar estado de emergência e poder de Bolsonaro
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Senado prevê votar na tarde desta quinta-feira (30) uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que aumenta e cria novos benefícios sociais, como vale-caminhoneiro de R$ 1.000, vale-gás de R$ 120 e Auxílio Brasil de R$ 600. Mas, além disso, estabelece o estado de emergência, que dá mais poderes ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Como é este um ano de eleições, a criação de novos benefícios sociais é proibida pela lei eleitoral. Isso acontece para que o governante não se beneficie de verbas públicas para conseguir votos. Com o estado de emergência, cai essa restrição da lei eleitoral, e o governo pode gastar dinheiro com os benefícios sociais.

Segundo advogados ouvidos pelo portal Uol, a proposta é legalmente questionável. Eles dizem que a situação atual não justifica um estado de emergência.

*Metro1

Comentários

Leia também

Política
PF prende Daniel Silveira um dia após ficar sem mandato de deputado

PF prende Daniel Silveira um dia após ficar sem mandato de deputado

A prisão foi ordenada pelo Supremo Tribunal Federal após o ex-parlamentar descumprir...
Política
Adolfo Menezes é reeleito presidente da Assembleia Legislativa da Bahia

Adolfo Menezes é reeleito presidente da Assembleia Legislativa da Bahia

Eleição da mesa diretora da ALBA aconteceu nesta quarta-feira (1)
Política
Com votação recorde, Arthur Lira é reeleito presidente da Câmara

Com votação recorde, Arthur Lira é reeleito presidente da Câmara

Deputado recebeu 464 dos 503 votos registrados