Política

Secretários debatem Orçamento em audiência pública

A sessão foi convocada pela comissão de Finanças da Casa, vereador Jurandy Carvalho (PL), Correia Zezito (Patriotas) e Ron do Povo (MDB)

21/12/2022 16h11
Secretários debatem Orçamento em audiência pública
Foto: Ascom CMFS

Na manhã de ontem (20), a Câmara Municipal de Feira de Santana realizou uma audiência pública, conforme requerimento 258/2022, com objetivo de discutir a Lei Orçamentária Anual para 2023. Estiveram presentes os secretários de Planejamento, Carlos Brito, e da Fazenda, Expedito Eloy. A sessão foi convocada pela comissão de Finanças da Casa, vereador Jurandy Carvalho (PL), Correia Zezito (Patriotas) e Ron do Povo (MDB).

R$1.963.000.000,00 este é o orçamento previsto para 2023 em Feira de Santana, de acordo com o secretário da Fazenda de Feira de Santana, Expedito Eloy. “O esboço do orçamento chegou à Casa em 29 de setembro deste ano, e na prática, aconteceu o primeiro encontro de forma muito incipiente, isso vai avançar, a Comissão vai discutir os números apresentados pelo Município. A secretaria se manifesta no sentido que a peça orçamentária retrata o custo do município para determinado exercício fiscal que está orçado neste valor e implica dizer que há um aumento com relação ao orçamento de 2022 da casa de 20%. Há uma previsão inflacionária de 5% e um crescimento real em torno de 15% do ponto de vista real”, afirmou Expedito Eloy.

O aumento para o secretário é visto como um desafio, tendo em vista que, de acordo com ele, o prefeito Colbert Martins (MDB) tem uma política rígida quanto ao aumento de tributos para os feirenses. “Quando a gente prevê o custo do Município, enxergamos também que temos que arrecadar esse valor correspondente, não é atoa que o orçamento de despesa é igual ao orçamento de receita. O prefeito Colbert Martins não aceita aumento de tributo, então temos que aumentar a base arrecadatória, aperfeiçoar a máquina, correr de forma mais intensa, persistente através do devedor, principalmente aqueles com poder de contribuição maior. Desde já, estamos relacionando os devedores com passivo tributário superior a R$20 mil”, explicou o gestor da Fazenda.

Por sua vez, o secretário de planejamento, Carlos Brito, explicou como funciona o trabalho da pasta acerca do orçamento municipal. “A secretaria de planejamento absorve as demandas que são oriundas dos diversos órgãos que compõem a estrutura do poder público municipal. Aprovada a LDO, que é o balizamento para a construção do orçamento, mandamos um circular para cada secretaria e todos os secretários tem um prazo definido para nos devolver as suas previsões orçamentárias, então ele é condensado e buscamos a secretaria da fazenda para verificarmos se é possível ser arrecadado o montante solicitado, então, encaminhamos para esta Casa”, elucidou.

Ao ser questionado pelo presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, Jurandy Carvalho (PL), sobre ser falta de planejamento o montante de quase R$ 500 mil já liberado esse ano para a Prefeitura, Carlos Brito disse tratar-se apenas de “remanejamento”, em razão de variações no cenário econômico e questões a que está sujeita a peça orçamentária no decorrer da execução. Acrescentou, no entanto, que o mais preocupante é que o município de Feira, cujo valor orçamentário previsto para 2023 é R$ 1,963 bi tem um orçamento inadequado para o seu porte, comparando-se a outros municípios semelhantes que possuem demandas iguais.

“O mais preocupante é que essa cidade tem o orçamento de cidade de 300 mil habitantes. Das 36 maiores cidades do país, não tem uma cidade que chegue ao orçamento de Feira. Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, por exemplo, é que chega mais perto. Tem orçamento de R$ 2,4 bilhões”, explicou o secretário.

Comentários

Leia também

Política
José Ronaldo comenta ausência de ACM Neto em lançamento de pré-candidatura

José Ronaldo comenta ausência de ACM Neto em lançamento de pré-candidatura

Durante a entrevista, José Ronaldo abordou a importância dos apoios de partidos, destacando...
Política
“Eu não entendi porque ele disse que no lançamento do domingo tinha gente de fora”, questiona Jerônimo sobre fala de José Ronaldo

“Eu não entendi porque ele disse que no lançamento do domingo tinha gente de fora”, questiona Jerônimo sobre fala de José Ronaldo

"Quem estava aqui de fora teve voto aqui, então na hora do voto tem que estar aqui."afirmou....
Política
Comissão de Ética da Alba é instalada e investigará caso Binho Galinha

Comissão de Ética da Alba é instalada e investigará caso Binho Galinha

Deputado Vitor Bonfim (PV) comandará o colegiado