Bahia

São Gonçalo: Veto da suplementação de 0% será votada hoje (24)

Se não for aprovado pode inviabilizar o município

24/01/2023 06h42
São Gonçalo: Veto da suplementação de 0% será votada hoje (24)

A lei de diretrizes orçamentárias do ano de 2023 foi aprovada na câmara de vereadores de São Gonçalo dos Campos no final do ano passado. O que está rendendo muita polêmica é que o prefeito Tarcísio Pedreira pediu uma suplementação de 60% no orçamento, porém a oposição, comandada pelo presidente da câmara Josué de Oliveira, colocou uma emenda para derrubar a suplementação.

O orçamento foi aprovado por unanimidade pelos 13 vereadores, no entanto os vereadores da oposição, composta por 07 edis votaram contra a suplementação.

Pela primeira vez na história de São Gonçalo dos Campos um orçamento foi aprovado com 0% de suplementação. Gestões passadas já tiveram suplementações de: 40%, 60%, 80% e até 100%.

Gilson Cazumbá, vereador com mais de 20 anos de mandato, disse que na história da cidade nunca viu a Câmara aprovar uma lei orçamentária e dá 0% de suplementação. “Isso é um absurdo, desrespeito com a gestão do município e com nosso povo, está inviabilizando o município.” Disse.

Os vereadores Gonçalo Raimundo de Oliveira, Ellon Maldine, vereador Grilo e Sérgio usaram suas redes sociais e se manifestaram contra a atitude da oposição.

Será realizada uma sessão extraordinária prevista para amanhã desta terça-feira (24) para aprovação ou não do veto do prefeito.

Para os vereadores da situação, caso maioria dos edis, votem pela não aprovação do veto, vão inviabilizar o desenvolvimento da gestão e do município, prejudicando o funcionamento da Saúde, educação, realização de obras, fornecedores e principalmente contratação de Funcionários. O prefeito terá dificuldade de manter os funcionários contratos pelo município, lembrando que são pais e mães de família que precisam do seu sustento, para levar o pão para casa, além disso tudo, muitos desses funcionários contratados, são eleitores de maioria dos vereadores, inclusive aqueles que fazem parte da oposição, disse um deles

O prefeito Tarcísio Pedreira se manifestou sobre a decisão dos vereadores através das redes sociais.



A lei orçamentária de São Gonçalo dos Campos deste ano está orçada em 147,6 milhões de reais, são cerca de 12,3 milhões por mês.

A suplementação é quando a câmara autoriza o gestor a remanejar recursos de uma secretaria para outra, prática comum em todos os municípios, assim como também no Estado, na Assembleia legislativa e na união.

Comentários

Leia também

Bahia
Caixa eletrônico é explodido por homens armados 

Caixa eletrônico é explodido por homens armados 

Os suspeitos não foram localizados; ninguém ficou ferido e nenhuma quantia de dinheiro...
Bahia
Ipecaetá: Rock Salles é destaque  entre as atrações da Festa de Reis do Benfica 

Ipecaetá: Rock Salles é destaque  entre as atrações da Festa de Reis do Benfica 

Neste sábado (28) a Festa de Reis acontece no Benfica, com as atrações: Rock Salles,...
Bahia
São Gonçalo dos Campos: Prefeito é inocentado de provocar aglomerações durante a pandemia

São Gonçalo dos Campos: Prefeito é inocentado de provocar aglomerações durante a pandemia

O evento teria sido detido pela Polícia Militar duas vezes, mesmo constatando que não...