Bahia

São Gonçalo dos Campos: Prefeito é inocentado de provocar aglomerações durante a pandemia

O evento teria sido detido pela Polícia Militar duas vezes, mesmo constatando que não haviam aglomerações formadas.

27/01/2023 17h00
São Gonçalo dos Campos: Prefeito é inocentado de provocar aglomerações durante a pandemia
Foto: Divulgação

O prefeito de São Gonçalo dos Campos, Tarcísio Pedreira foi inocentado da acusação de provocar aglomerações durante a pandemia da Covid-19, no período junino de 2021, perante o Tribunal de Justiça da Bahia. O fato ocorreu quando o prefeito promoveu o “II Forró Itinerante”, com um carro de som passando pelas ruas, enquanto as pessoas ficavam em suas residências e utilizavam máscaras.

Com apoio do Governo Municipal, o carro de som contaria com a presença do sanfoneiro Raimundo do Acordeon, que passearia pelas ruas da cidade entonando suas canções. Entretanto, agentes da Polícia Militar da Bahia impediram a realização da apresentação.

O evento teria sido detido pela Polícia Militar duas vezes, mesmo constatando que não haviam aglomerações formadas.

Na ocasião, o motorista do carro de som foi detido pela Polícia Militar e colocado no camburão da viatura, onde permaneceu durante todo o ocorrido. Por não aceitar o ocorrido com o condutor e, junto com a população, protestar, o prefeito municipal Tarcísio Pedreira também detido, acusado de supostos atos de desrespeito à autoridade policial.

A equipe do prefeito ratifica que o II Forró Itinerante não é um evento com público aglomerado e aconteceria seguindo todas as normas de prevenção a Covid-19 e com as determinações do decreto municipal que estava disponível no Diário Oficial do Município da época.

Com a notícia de que a denúncia não foi recebida e que a justiça determinou o arquivo do processo, o prefeito Tarcísio Pedreira se pronunciou em suas redes sociais comemorando a vitória e exaltando o poder da justiça.

“Hoje posso comemorar uma grande vitória, a vitória da verdade, da liberdade e da justiça. O Tribunal de Justiça da Bahia por sete votos a três, rejeitou a denúncia infundada do Ministério Público que pretendia me responsabilizar indevidamente por suposta aglomeração e atos de desrespeito à Polícia Militar no São João Itinerante de 2021, onde eu, meu irmão — o advogado Dr. Targino Neto —, no exercício de sua profissão e o motorista do carro de som, Jorge, fomos injustamente detidos. Graças a Deus, a verdade venceu e a justiça se fez. O Tribunal de Justiça compreendeu que eu jamais estimulei aglomeração, jamais violei qualquer medida sanitária, e que jamais desacatei ou desrespeitei os policiais militares e muito menos agredi verbal ou fisicamente. Continuarei sempre na luta e na defesa de nossa cidade. Sigo, portanto, como sempre, confiando na justiça de Deus e no poder do judiciário baiano”, pontuou o gestor..

Comentários

Leia também

Bahia
Turismo aumenta 1,9% em maio, índice superior a média nacional

Turismo aumenta 1,9% em maio, índice superior a média nacional

Levando em consideração maio de 2023, a Bahia também se destaca pelo movimento positivo,...
Bahia
Empresa de plásticos e equipamentos avalia a Bahia como ambiente propício para instalação de fábrica

Empresa de plásticos e equipamentos avalia a Bahia como ambiente propício para instalação de fábrica

A empresa prevê o investimento de R$ 210 milhões na instalação e a geração de 160...
Bahia
Polícias da BA e SP prendem assaltante que explodiu bancos no interior do estado

Polícias da BA e SP prendem assaltante que explodiu bancos no interior do estado

Especialista no uso de explosivos, o homem foi encontrado na cidade de São Paulo, nesta...