Feira de Santana

Sacramentinas continuam missão de educação e ação social em Feira

Grupo chegou a Feira de Santana em 1903

26/05/2022 16h39
Sacramentinas continuam missão de educação e ação social em Feira
Foto: Divulgação

Contanto a história dos 60 anos da Arquidiocese de Feira de Santana, não poderíamos deixar de falar das Sacramentinas que chegaram a Feira de Santana em 1903 e exercem uma bela missão na cidade.

A Irmã Ana Marta, atual diretora do Colégio Padre Ovídio, conta que a congregação veio para Feira de Santana por conta da guerra que ocorria na Europa.

“As irmãs Sacramentinas chegaram aqui em 1903, por conta da guerra ela tiveram que migrar da Europa para continuar com a missão sacramentina e Feira de Santana de Santana nos acolheu em 12 de abril de 1903, viemos trabalhar no orfanato, cuidar das filhas dos soldados da guerra, com o passar do tempo nós assumimos o internato e assumimos essa missão para dar continuidade ao que já tínhamos começado. Com o passar do tempo sentimos a necessidade de continuar nossa missão necessitando de fundos e assim nasceu no dia 19 de março de 1962, o Colégio Padre Ovídio. Nossa missão primeira era que o Colégio assumisse o internato para que continuasse com o internato para ajudar essas jovens do interior a terem uma condição melhor e com o passar do tempo vem o Estatuto da Criança e do Adolescente e fomos impedidos de continuar com o internato, com isso nasceu uma outra obra que é o Centro Social Nossa Senhora de Lourdes que fica em frente ao nosso Colégio, atendendo várias pessoas através de cursos e atendimento social de forma gratuita, foi a forma que nós encontramos de dar continuidade a missão das irmãs que chegaram aqui em 1903.”

A congregação nasceu em 1915 na França da necessidade da catequese e evangelização. “As mulheres e as crianças não tinham esse acesso ao aprendizado, então nós nascemos dessa necessidade de evangelizar, que depois se expande para outros lugares do mundo e através da missão educativa queremos levar Jesus Cristo ao povo.” Conta Irmã Ana Marta.

Na Bahia as Sacramentinas estão presentes, com a missão educativa, em Salvador, Feira de Santana, Senhor do Bonfim, Cachoeira e Vitória da Conquista, com missão pastoral estão em Armagosa, Cipó.

“A missão de educar é sagrada, porque a gente trabalha com a criança, o adolescente e o jovem, a gente ajuda as famílias a formar o caráter, porque para nós o fundamento da educação é o amor e para educar com amor não podemos ver a pessoa só com a questão cognitiva, mas como um todo, então esse amor perpassa toda a nossa educação e leva a gente a acreditar que este amor é o que vai fazer com que esse aluno seja um transformador na nossa sociedade.”

As comemorações dos 60 anos do Colégio Padre Ovídio iniciaram em março com um noite de homenagens e seguem até o mês de outubro.

“Ao longo do anos nós dividimos em três grandes momentos, nós tivemos no dia 19 de março a noite de homenagens aos colaboradores que trabalharam conosco ao longo de muitos anos e foi uma noite muito emocionante, em outubro nós teremos um outro momento forte que será a nossa peregrinação na casa da mãe aparecida vamos juntos celebrar os 60 anos do nosso colégio e nós temos marcado para setembro a nossa grande celebração eucarística.”

*Com informações de Lourdes Rocha

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Feira aguarda novas doses contra covid para manter a vacinação

Feira aguarda novas doses contra covid para manter a vacinação

Outras unidades também podem sofrer com desabastecimento
Feira de Santana
Prefeitura de Feira apoia campanha para doação de brinquedos

Prefeitura de Feira apoia campanha para doação de brinquedos

Doações podem ser feitas até o dia 20 em um dos quatro pontos de coleta
Feira de Santana
Centro de Abastecimento realiza homenagens à Santa Bárbara neste sábado (3)

Centro de Abastecimento realiza homenagens à Santa Bárbara neste sábado (3)

Homenagens a padroeira dos feirantes marcada ainda por missa e procissão