Política

Rui Costa confirma que governo vai pôr fim à isenção nas compras digitais 

O ministro da Casa Civil disse que não se trata de uma nova lei, mas sim de fiscalização

15/04/2023 12h08
Rui Costa confirma que governo vai pôr fim à isenção nas compras digitais 
Foto: Thiago Santana

O ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT), afirmou que o governo não pretende recuar da ideia de pôr fim à isenção de plataformas digitais como as asiáticas Shopee, Shein e AliExpres.

O plano da pasta é retirar, através de uma medida provisória (MP), a regra que isenta de impostos as compras internacionais entre pessoas físicas, com valor inferior a US$ 50 (cerca de R$ 250).

Rui Costa disse, em entrevista à Rádio CBN, que o objetivo é evitar com que empresas que fazem comércio eletrônico, como Shein, Shopee e AliExpress, atuem fora das regras existentes.

“Não se trata de uma nova lei, apenas de fiscalização, para que todas as empresas que fazem comércio eletrônico continuem fazendo o comércio eletrônico dentro das normas existentes. Não se pretende editar uma nova norma. Apenas intensificar o processo de fiscalização para que todos cumpram a lei”, disse o ministro.

O próprio ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), enfatizou que o esforço do governo será para combater a sonegação de impostos. O objetivo é reduzir a concorrência, a que ele chama de “desleal” para as varejistas brasileiras, e aumentar a arrecadação para viabilizar o arcabouço fiscal.

Metro 1

Comentários

Leia também

Política
Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Zé Ronaldo anuncia convenção partidária para dia 30 de julho em Feira de Santana

Postulante ao Executivo conta com apoio de 11 partidos em sua coligação
Política
Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

Radiovaldo Costa aguarda movimentações para assumir cadeira na ALBA

O anúncio oficial sobre a entrada de Radiovaldo Costa na ALBA deve ser feito em breve,...
Política
Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Brasil tem mais de 155 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar em 2024

Eleitorado aumentou 5,4% na comparação com as Eleições 2020