Política

Reunião do Conselho de Segurança da ONU termina sem consenso sobre conflito em Israel

O Brasil apresentou uma proposta de resolução do conflito, mas o texto ainda não foi colocado em votação

17/10/2023 07h30
Reunião do Conselho de Segurança da ONU termina sem consenso sobre conflito em Israel
Foto: Loey Felipe/ONU

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) terminou sua terceira reunião sobre o conflito entre Israel e o grupo Hamas sem um consenso. A Rússia apresentou um texto com uma proposta de resolução, mas ele não foi aprovado pelos representantes dos países-membros.

O encontro aconteceu em Nova York, nos Estados Unidos, e foi presidida pelo representante do Brasil na ONU, Sérgio França Danese. A proposta russa, aprovada por Vladimir Putin, previa uma trégua humanitária, com “um imediato cessar-fogo”.

Votaram contra a proposta russa os representantes da França e do Reino Unido, que – assim como Estados Unidos, Rússia e China – possuem o poder de veto no órgão. Assim, nenhuma resolução pode ser aprovada sem o consentimento desses países.

O Brasil também tem uma proposta, mas com mais chance de ser aprovada. O texto, no entanto, ainda não foi colocado em votação. O Conselho de Segurança queria votar as duas propostas nesta reunião, mas a embaixadora dos Emirados Árabes pediu mais tempo para negociar os termos das resolução. Ambos os textos condenam a violência contra civis, os atos de terrorismo e pedem a libertação de reféns. Por outro lado, enquanto a proposta russa não menciona o Hamas, a brasileira pede a condenação do grupo.

*Metro 1

Comentários

Leia também

Política
Durante viagem ao Egito, Lula deve discutir guerra entre Israel e Hamas e assinar acordo na área de bioenergia, diz Itamaraty

Durante viagem ao Egito, Lula deve discutir guerra entre Israel e Hamas e assinar acordo na área de bioenergia, diz Itamaraty

Presidente embarcou nesta terça-feira (13) em direção ao Cairo, capital do Egito
Política
Alvo da PF, Bolsonaro só deve ser convocado para prestar depoimento no segundo semestre

Alvo da PF, Bolsonaro só deve ser convocado para prestar depoimento no segundo semestre

Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, deve depor até março
Política
Coronel alvo de operação da PF que investiga tentativa de golpe de estado é preso após desembarcar no Brasil

Coronel alvo de operação da PF que investiga tentativa de golpe de estado é preso após desembarcar no Brasil

O militar passou pela audiência de custódia e teve a sua prisão mantida