Feira de Santana

Reitor da Uefs destaca importância da Flifs na formação de leitores

A Flifs será encerrada neste domingo (04), mas o dia ainda conta com uma vasta programação na Praça Padre Ovídio.

04/09/2022 11h02
Reitor da Uefs destaca importância da Flifs na formação de leitores
Foto: Rafael Marques

A programação do último dia do Festival Literário e Cultural de Feira de Santana (Flifs) segue com variedade. A Flifs será encerrada neste domingo (04), mas o dia ainda conta com uma vasta programação na Praça Padre Ovídio.

O professor Evandro Nascimento, reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana, destacou o sucesso da Feira do Livro esse ano, de volta à praça após dois anos sendo realizada no formato virtual.

“É uma satisfação estarmos de volta à praça com a Flifs e aqui pela praça Padre Ovídio passaram milhares de pessoas, sobretudo crianças das escolas públicas municipais, estaduais e particulares que tem aqui uma vasta programação cultural, nós temos o que chamamos de Flifinha, que são as atividades culturais, artísticas, apresentações das próprias escolas em que as crianças podem aproveitar essa vasta programação.”

O reitor da UEFS também apontou a importância da realização da Flifs para fomentar a formação de leitores no país.

“Nós temos tanto a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, quanto a Secretaria de Educação do Estado e o Instituto Federal da Bahia propiciando o vale-livro para que os estudantes do ensino fundamental e do ensino médio possam ter acesso ao livro. Muitas vezes para esses estudantes é o primeiro livro que eles adquirem na vida toda, que não seja apenas o livro didático da escola e isso é importante porque nós estamos em um país que tem uma média de leitura de livros de 2,6 livros por ano por habitante, enquanto os países desenvolvidos chegam a ter em média 8 a 11 livros lidos por habitante por ano. O Festival Literário é sobretudo, do ponto de vista da UEFS, do SESC, da Arquidiocese de Feira de Santana, da Secretaria Municipal de Educação, da Secretaria Estadual de Educação, uma política pública para fomentar a formação de leitores, porque a literatura, a leitura, é uma forma de enriquecer a formação das pessoas e de trazer uma perspectiva de ampliação de conhecimento, de visão mundo e portanto de mais cidadania, de mais capacidade de compreender o mundo, de sentir-se sujeito no mundo e de se posicionar diante das grandes questões da sociedade e da humanidade.”

Neste domingo (04) o público pode aproveitar ainda apresentações culturais e contações de história. O encerramento da 15ª edição da Flifs ocorrerá às 16h e em seguida o artista Marcionílio Prado fará o show “Nos Bailes da Vida”. 

“Eu convido toda a população de Feira de Santana pra ainda comparecer na Flifs neste domingo, nós continuaremos com a Flifinha para as crianças, a tarde continuamos com a cerimônia de divulgação do resultado da segunda edição do concurso de literatura de cordel Zoordel, que é um projeto de extensão da universidade para que os cordelistas da Bahia e de outros estados apresentem cordéis inéditos que falem dos animais do semiárido e nós temos 16h o encerramento da Feira do Livro. Nós vamos nos despedir com saudades, tivemos dois anos de pandemia em que a FLIFS aconteceu de forma virtual, mas agora voltamos a praça com o mesmo vigor, brilhantismo, aceitação e participação da comunidade feirense e vamos agradecer a todos os parceiros que possibilitam a realização deste deste evento e queremos agradecer também, em especial, a imprensa de Feira de Santana que tem prestigiado, divulgado a programação, feito matérias e inserções a partir das atividades aqui da Flifs, a imprensa é importante também nessa valorização. Agradecer ao SESC, a Arquidiocese de Feira de Santana, ao IFBA, a Fundação Pedro Calmon, a Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Cultura, Secretaria de Obras Públicas e Serviços Públicos, a Secretaria de Trânsito de Feira de Santana, a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, todos esses parceiros que ajudaram a viabilizar a Flifs, aos livreiros também que estão aqui com a venda dos livros. Então, a Flifs é isso, é feita por todos e para todos.”

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Prefeitura inicia revitalização da lagoa Antônio Dias, no Limoeiro

Prefeitura inicia revitalização da lagoa Antônio Dias, no Limoeiro

A iniciativa é da Prefeitura de Feira de Santana em parceria com a empresa japonesa fabricante...
Feira de Santana
5ª Feira de Gastronomia e Artesanato do Feiraguay começa nesta quarta

5ª Feira de Gastronomia e Artesanato do Feiraguay começa nesta quarta

Sabores e talentos locais se encontram no evento, na Praça Presidente Médici, de 5 a...
Feira de Santana
Construtores de Feira de Santana apresentam demandas do segmento a José Ronaldo

Construtores de Feira de Santana apresentam demandas do segmento a José Ronaldo

A categoria busca Soluções para dificuldades no parcelamento de solo e liberação de...