Política

Genial/Quaest: Jerônimo ao lado de Lula encosta em ACM Neto, mas não ultrapassa

A pesquisa ouviu 1.140 pessoas presencialmente entre os dias 9 e 12 de julho

15/07/2022 06h53
Genial/Quaest: Jerônimo ao lado de Lula encosta em ACM Neto, mas não ultrapassa

Pesquisa realizada pelo Instituto Quaest, contratada pelo Banco Genial e divulgada hoje aponta que o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil) venceria a eleição para o governo da Bahia, com 61% das intenções de voto no cenário principal, que é estimulado —quando os entrevistados recebem previamente o nome dos candidatos.

Apesar de as intenções de voto apontarem para vitória em primeiro turno, uma comparação com a sondagem realizada em maio deste ano indica que ACM Neto perdeu vantagem. No mês passado, o ex-prefeito conseguiu 67% das intenções de voto no cenário principal e obteve 61 pontos percentuais de distância para o segundo colocado numericamente, Jerônimo Rodrigues (PT). A diferença agora é de 50 pontos. Em ambas pesquisas, a margem de erro é 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos.

Assim como a sondagem anterior, o segundo lugar tem um empate técnico entre Jerônimo Rodrigues (PT) e João Roma (PL), mas dessa vez eles têm 11% e 6% de intenções de voto. Em maio, tinham 6% e 5%, respectivamente. Kleber Rosa (PSOL) tem 1%. Ele empata dentro da margem de erro com João Roma, mas não alcança Rodrigues.

Nos demais cenários estimulados, ACM Neto segue na frente. Na versão espontânea, quando os entrevistados podem apontar livremente quem preferem para o cargo, o ex-prefeito ainda é o preferido, com 16%. Em maio, ele tinha 13%, ou seja, oscilou dentro da margem de erro.

O instituto também fez o cenário com apoios. ACM Neto – independente – 43%; Jeronimo com Lula – 38%; Roma com Bolsonaro – 11% e Branco/Nulo/Indecisos – 8%. Na margem de erro de 2,9%, possível ver um encontro entre Neto e Jerônimo, figuram empate.

No levantamento mais recente, foi perguntado se os eleitores preferem votar em ACM Neto para evitar um segundo turno: 73% disseram que não, 20% falaram que sim e 7% não responderam.

A sondagem ouviu 1.140 pessoas presencialmente entre os dias 9 e 12 de julho. O índice de confiança é de 95% e o custo foi de R$ 116.400,00. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BA-05185/2022.

Veja os cenários:

Cenário 1 (estimulado):

ACM Neto (União Brasil): 61%

Jerônimo Rodrigues (PT): 11%

João Roma (PL): 6%

Kleber Rosa (PSOL): 1%

Giovani Damico (PCB): 0%

Indecisos: 9%

Branco/Nulo/Não pretende votar: 12%

Cenário 2 (estimulado):

ACM Neto (União Brasil): 65%

Jerônimo Rodrigues (PT): 13%

Kleber Rosa (PSOL): 2%

Indecisos: 6%

Branco/Nulo/Não pretende votar: 13%

Cenário 3 (estimulado):

ACM Neto (União Brasil): 63%

Jerônimo Rodrigues (PT): 12%

João Roma (PL): 7%

Indecisos: 6%

Branco/Nulo/Não pretende votar: 12%

Cenário espontâneo:

ACM Neto (União Brasil): 16%

Jerônimo Rodrigues (PT): 6%

João Roma (PL): 3%

Rui Costa (PT): 2%

Outros: 3%

Ainda não escolhi: 67%

Branco/Nulo/Não pretende votar: 2%

Segundo turno

ACM Neto também vence os cenários de segundo turno dos quais participa —todos são estimulados.

Cenário 1:

ACM Neto (União Brasil): 73%

Jerônimo Rodrigues (PT): 11%

Indecisos: 5%

Branco/Nulo/Não pretende votar: 11%

Cenário 2:

ACM Neto (União Brasil): 73%

João Roma (PL): 10%

Indecisos: 5%

Branco/Nulo/Não pretende votar: 11%

Cenário 3:

João Roma (PL): 24%

Jerônimo Rodrigues (PT): 22%

Indecisos: 14%

Branco/Nulo/Não pretende votar: 41%

*Com informações Uol

Comentários

Leia também

Política
TSE divulga cálculo para distribuição de tempo no horário eleitoral

TSE divulga cálculo para distribuição de tempo no horário eleitoral

Propaganda no rádio e TV no 1º turno começa dia 26 de agosto
Política
TRE da Bahia fará encontro com partidos para definir tempo do horário eleitoral

TRE da Bahia fará encontro com partidos para definir tempo do horário eleitoral

A divisão do tempo de aparição midiática de cada candidato no rádio e na TV segue...
Política
Jair Bolsonaro ironiza carta pela democracia: ‘Lida na micareta do PT’

Jair Bolsonaro ironiza carta pela democracia: ‘Lida na micareta do PT’

'Tem a mesma relevância que uma carta contra as drogas assinada pelo Zé Pequeno', acrescentou ...