Política

PT aciona PGR contra ‘crime eleitoral’ da XP após cancelamento de pesquisa

“Veto à divulgação dos dados teve conotação eleitoreira, possivelmente fruto de abuso de poder político”, disse coordenador da campanha de Lula

13/06/2022 07h49
PT aciona PGR contra ‘crime eleitoral’ da XP após cancelamento de pesquisa
Foto: Divulgação

O deputado Rui Falcão (PT), coordenador de comunicação da campanha do ex-presidente Lula (PT), pediu ao procurador-geral da República, Augusto Aras, uma apuração por suposto “crime eleitoral” da XP Investimentos. Segundo o Congresso em Foco, o pedido aconteceu após o cancelamento da última pesquisa eleitoral feita pelo instituto Ipespe.

A empresa optou por não divulgar a última pesquisa, que apontava Lula com ampla vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL), após receber ataques e ter recursos retirados de suas contas.

Falcão pede a apuração de eventuais crimes eleitorais, como abuso de poder político, além de inquérito policial para averiguar o cometimento de crimes comuns. “Ao que tudo indica, o veto à divulgação dos dados teve conotação eleitoreira, possivelmente fruto de abuso de poder político e de ameaças que emergem na seara criminal”, diz o documento enviado à PGR.

Após o cancelamento, a XP Investimentos emitiu uma nota pública negando que tenha desistido de divulgar a pesquisa eleitoral e afirmou que seguirá realizando o levantamento em parceria com o Ipespe, mas sob um novo formato: ao invés de semanalmente, as pesquisas terão periodicidade mensal.

Para o deputado, “Por se tratar de questão eminentemente de interesse público (uma vez que a divulgação de pesquisas eleitorais está inserida dentro da garantia de liberdade de expressão), tais informações prestadas são insuficientes e, principalmente, não elucidam se houve eventual interferência externa e em que grau foi aplicada”.

Comentários

Leia também

Política
Em resposta sobre Colbert, Geraldo Júnior ameaça expulsar membro que não apoiar decisão do MDB    

Em resposta sobre Colbert, Geraldo Júnior ameaça expulsar membro que não apoiar decisão do MDB    

O MDB da Bahia apoia chapa do grupo governista, composta pelo próprio Geraldo.
Política
Recém-eleita, Eremita Mota já esperava vitória para presidência da Câmara

Recém-eleita, Eremita Mota já esperava vitória para presidência da Câmara

Eleita por unanimidade, a vereadora conta que já esperava o resultado. “Eu pensei, mas...