Saúde

Psicomotricidade: ciência do movimento promove um bom desenvolvimento infantil

Definida como a ciência do movimento humano, a psicomotricidade traz um retorno significativo de autocuidado.

16/05/2022 17h41
Psicomotricidade: ciência do movimento promove um bom desenvolvimento infantil
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Definida como a ciência do movimento humano, a psicomotricidade traz um retorno significativo de autocuidado. Segundo o pedagogo, psicomotricista e professor de educação física, Márcio Anunciação, esse segmento é essencial para o desenvolvimento corporal e cognitivo das crianças.

“Não precisa procurar a área apenas quando se sentir doente. A psicomotricidade tem um leque muito amplo de trabalhos.”, diz o especialista.

Dificuldades em subir escadas, pegar roupas do varal, arrumar casa, são sinais para levar em consideração. Os princípios terapêuticos e físicos devem ser procurados o quanto antes para garantir um bom tratamento, não deixando chegar ao nível de uma lesão.

O pedagogo cita que é importante incluir atividades de incentivo psicomotor durante o dia para estimular o desenvolvimento da criança, como pedir ao filho que ajude a catar feijão, segundo ele essa atividade estimula o pensamento e a coordenação motora na mão, ajudando na hora de escrever.

A conexão entre o corpo e a mente deve ser estimulada para crianças, mas também durante o cuidado na gestação.

Comentários

Leia também

Saúde
Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

A taxa de suicídio é maior entre homens. Fatores sociais e culturais podem estar relacionados....
Saúde
Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Doença pode ser prevenida por meio da vacinação
Saúde
Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Para melhor chance de cura é importante ter diagnóstico precoce