Feira de Santana

Procon encaminha orientações para escolas sobre lista de material escolar

Consumidores podem denunciar escolas que descumprem a lei

10/01/2023 07h15
Procon encaminha orientações para escolas sobre lista de material escolar
Foto: Reprodução

Todos os estabelecimentos de ensino da rede privada de Feira de Santana estarão recebendo, a partir desta segunda-feira (9), a notificação da Superintendência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON-FSA) acerca da lista de material escolar. A recomendação do órgão junto as escolas particulares visa assegurar os direitos dos consumidores e o cumprimento da legislação federal.

O Procon está solicitando informações das unidades de ensino sobre todos os procedimentos relativos a volta as aulas. A lista de material escolar é o aspecto que mais preocupa do órgão.

“Deixamos sempre claro que material que é de uso coletivo não pode ser exigido do consumidor, visto que estes custos já devem estar inclusos no cálculo das mensalidades”, explica do superintendente do Procon de Feira de Santana, Maurício Carvalho.

A lista de itens proibidos e permitidos, elaborada pelo Procon/FSA, está disponível para conhecimento dos consumidores. A relação foi elaborada com base na Lei Federal 9.870/99, e em conformidade com o Procon Bahia. Além da proibição de exigência de material de uso coletivo, o superintendente também observa que as escolas não devem exigir marcas ou indicar fornecedores na lista de material escolar.

“Exceto no que se refere a livros e apostilas. Também é vedada a inclusão de itens sem vínculo direto com as atividades pedagógicas desenvolvidas no processo de aprendizagem”, acrescenta.

Maurício explica ainda que assim que as escolas forem notificadas elas terão cinco dias para fornecerem as informações. “Nós estaremos checando e havendo alguma discordância, alguma situação que venha a ferir o direito do consumidor, o Procon estará agindo. Lavrando, se necessário, os autos de constatação para que os estabelecimentos sejam punidos se estiverem em desacordo com o que estabelece a legislação”, pontua.

O superintendente ressalta também que os consumidores que se sentirem lesados devem formalizar denúncia ao órgão de forma online ou presencialmente. “Pode ser feito através do aplicativo Procon Feira de Santana ou presencialmente na rua Castro Alves, sede do órgão, ou no Shopping Cidade das Compras, onde temos uma unidade avançada de atendimento”, completa.

*Com informações Secom

Comentários

Leia também

Feira de Santana
CPR-L realiza simulação de Postos de Abordagem para a Micareta de Feira

CPR-L realiza simulação de Postos de Abordagem para a Micareta de Feira

A simulação teve como objetivo garantir a eficácia das estratégias de segurança pública...
Feira de Santana
Câmara terá ponto facultativo em virtude da Micareta; retorno das atividades será na terça (23)

Câmara terá ponto facultativo em virtude da Micareta; retorno das atividades será na terça (23)

No Centro de Cultura Amélio Amorim será montado o camarote da Polícia Militar, que funciona,...
Feira de Santana
Em parceria com a Prefeitura, maior aplicativo de mobilidade urbana do país chega a Feira

Em parceria com a Prefeitura, maior aplicativo de mobilidade urbana do país chega a Feira

O Cittamobi é conhecido nacionalmente por fornecer informações sobre horários de ônibus,...