Saúde

Primeiro caso de varíola dos macacos é confirmado no Brasil

Primeiro caso no país seria de homem de 41 anos que voltou recentemente da Espanha; Secretaria afirma que ainda se trata de suspeita

08/06/2022 17h04
Primeiro caso de varíola dos macacos é confirmado no Brasil
Foto:Bymuratdeniz/Getty

O primeiro caso de monkeypox, a varíola dos macacos, foi registrado em São Paulo. A Secretaria Estadual de Saúde afirma que a situação ainda está em investigação e espera os resultados de exames, mas fontes do governo confirmam a detecção da doença. A informação foi revelada pelo G1 e confirmada pelo Metrópoles.

Trata-se de um homem de 41 anos que voltou recentemente da Espanha. Ele está em isolamento no Hospital Emílio Ribas.

Há sete outros casos suspeitos sendo investigados nos estados do Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Rondônia. Em SP, trata-se de uma mulher de 26 anos que apresenta sintomas.

Segundo o Ministério da Saúde, os pacientes seguem isolados e uma análise laboratorial confirmará a existência da doença.

A monkeypox foi diagnosticada pela primeira vez em humanos em 1970 e pode ser transmitida por meio do sexo sem proteção, contato com lesões em pessoas doentes e gotículas liberadas durante a respiração.

Os principais sintomas são febre, dor de cabeça, no corpo e nas costas, inchaço nos linfonodos, exaustão, calafrios e bolinhas que aparecem no corpo inteiro (principalmente rosto, mãos e pés) e evoluem, formando crostas, até cair.

A doença é transmitida, primariamente, por contato com esquilos ou macacos infectados e se mostra mais comum em países africanos — antes do surto atual, só quatro países fora do continente já tinham identificado casos na história.

*Metrópoles

Comentários

Leia também

Saúde
Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

Especialista afirma que homens resistem mais na hora de cuidar da saúde mental

A taxa de suicídio é maior entre homens. Fatores sociais e culturais podem estar relacionados....
Saúde
Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Meningite meningocócica pode levar à morte em 24 horas, alerta infectologista

Doença pode ser prevenida por meio da vacinação
Saúde
Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Câncer-colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum entre homens

Para melhor chance de cura é importante ter diagnóstico precoce