Feira de Santana

Prefeito reflete sobre os impactos do golpe de 1964 em Feira de Santana

“É preciso escrever essa história”

01/04/2024 12h02
Prefeito reflete sobre os impactos do golpe de 1964 em Feira de Santana
Foto: Arquivo Nacional/Correio da Manhã

Em entrevista ao programa Cidade em Pauta da Nordeste FM, o prefeito Colbert Martins Filho compartilhou suas reflexões sobre o golpe militar de 1964 e seus impactos em Feira de Santana. No último domingo (31) completou 60 anos da ditadura civil-militar no Brasil.

“É preciso escrever essa história e essa história tem Feira. Nós precisamos ter uma história escrita, até porque é fato histórico hoje também, mas o fato em si da revolução de 64, do golpe militar, é algo que traz, trouxe e continua trazendo lembranças muito ruins. Meu pai foi preso, Chico Pinto foi preso, Sinval Galeão, Celso Pereira, uma relação de pessoas que eu posso citar aqui que sofreram naquele momento e que as suas consequências vem até hoje”, disse o prefeito.

Colbert ressaltou que o golpe militar de 1964 trouxe um choque grande para Feira de Santana.

“No dia primeiro de abril ninguém sabia o iria acontecer logo depois. Uma tropa do exército veio e ficou ali na Barão do Rio Branco e durante um bom tempo meu pai teve o salário dele suspenso. Então até na forma da família sobreviver tivemos dificuldades, portanto não é uma lembrança que a gente entende como uma boa lembrança, muito pelo contrário, é importante que essas questões não se repitam.”

O prefeito também destacou a necessidade de se fazer uma avaliação dos acontecimentos daquele período e aprender com eles.

“É muito necessário também que nós tenhamos a ideia de que tem coisas que tem que ir para a história evidentemente que existem assuntos que precisam ser discutidos, mas é importante que a gente possa fazer uma avaliação e colocar na balança o que foi bom e o que não foi. Da maior parte das circunstâncias eu tenho certeza que muitos de nós sofremos muito.”

Por fim, o prefeito reiterou a importância de reconhecer o sofrimento das pessoas que vivenciaram aquele período.

“Essa história que foi construída desde lá antes de 64 com meu pai, com Chico Pinto, com Celso Pereira, com Sinval Galeão, com tantas outras pessoas naquele momento aonde a revolução aconteceu.”

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Feira confirma o primeiro caso de Febre Oropouche

Feira confirma o primeiro caso de Febre Oropouche

A amostra foi encaminhada para o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen)...
Feira de Santana
Distrito de Humildes lidera ranking de casos de dengue em Feira de Santana

Distrito de Humildes lidera ranking de casos de dengue em Feira de Santana

Neste ano, a Vigilância Epidemiológica confirmou um total de 4.163 casos de dengue
Feira de Santana
“Todos têm capacidade política”, afirma Colbert sobre exonerações em Feira

“Todos têm capacidade política”, afirma Colbert sobre exonerações em Feira

As exonerações foram solicitadas pelos próprios exonerados.