Política

‘Precisamos de uma mudança para valer’, diz João Roma em convenção do PL

O ex-ministro da Cidadania confirmou sua candidatura ao governo do estado nesta sexta-feira (22)

22/07/2022 13h52
‘Precisamos de uma mudança para valer’, diz João Roma em convenção do PL

O candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), que teve sua candidatura confirmada em Convenção do PL  na manhã desta sexta-feira (22), em Salvador, disse que a Bahia precisa de uma mudança de verdade e que sua prioridade, se eleito governador, será reduzir os impostos para atrair investimentos para o estado.

“Todos observam que nós precisamos de uma mudança para valer. Não adianta uma mudança de seis por meia dúzia, queremos uma mudança efetiva nas práticas políticas da Bahia, porque a outra matriz que está aí é a política do atraso, da perseguição, do empreguismo e o que nós queremos é uma Bahia liberta, uma Bahia que caminhe de mãos dadas no Brasil”, disse Roma, durante entrevista coletiva que antecedeu os discursos dos convencionais.

Questionado pela imprensa, Roma disse que sua prioridade será baixar impostos. “Minha prioridade será baixar impostos, pois não é possível que um estado fique perdendo competitividade. Isso faz com que os investimentos corram da Bahia”, explicou. O candidato do PL disse que tem uma ligação com o interior do estado e também com o setor produtivo.

“Não farei como esses governantes que viram as costas para toda essa Bahia grandiosa, com muitas vocações, com muitos vetores de desenvolvimento, literalmente abandonados, pois não é nem o estado nem a prefeitura que geram emprego, quem gera emprego é quem atrai investimentos e colocam uma roça para produzir, uma pequena indústria, um comércio e um serviço”, exemplificou

Comentários

Leia também

Política
ACM Neto e Jerônimo Rodrigues disputam segundo turno pelo governo baiano
Política
Balanço do Ministério da Justiça registra 920 ocorrências de crime eleitoral ao longo do domingo

Balanço do Ministério da Justiça registra 920 ocorrências de crime eleitoral ao longo do domingo

Número inclui 310 casos de boca de urna e 55 violações do sigilo do voto.
Política
Lula e Bolsonaro vão ao segundo turno pela presidência

Lula e Bolsonaro vão ao segundo turno pela presidência

Segundo turno ocorre no dia 30 de setembro.