Polícia

PF prende suspeito de ser mandante dos assassinatos de Dom e Bruno

O homem é acusado de fornecer entorpecentes do Peru e da Colômbia para facções brasileiras

08/07/2022 12h33
PF prende suspeito de ser mandante dos assassinatos de Dom e Bruno
Foto: Montagem / Reprodução Twitter e Funai

A Polícia Federal prendeu o suspeito de ser o mandante dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, na região do Vale do Javari, no Amazonas. O homem foi identificado como o peruano Rubens Villar Coelho, conhecido como Colômbia. A informação é do blog de Andréia Sadi.

Colômbia foi preso nesta quinta-feira (7), por uso de documento falso, em Tabatinga. Ele foi detido ao prestar depoimento, mas negou participação nos assassinatos.

O homem é também acusado de fornecer entorpecentes provenientes do Peru e da Colômbia para facções brasileiras. Uma das linhas de investigação aponta que Colômbia estaria incomodado com a atuação do indigenista, que chegou a apreender barcos e peixes que pertenciam à quadrilha. A pesca ilegal de pirarucus e tracajás seria um dos meios de lavar o dinheiro do narcotráfico.

Colômbia teria ligação direta com os dois suspeitos presos por envolvimento no assassinato, Amarildo da Costa de Oliveira, o Pelado, e Oseney da Costa de Oliveira, o Dos Santos. Um tio de Amarildo é apontado como “funcionário” de Colômbia.

*Metro 1

Comentários

Leia também

Polícia
Mulher é presa com carga de 14 toneladas de café roubada

Mulher é presa com carga de 14 toneladas de café roubada

A carga foi levada em Rafael Jambeiro e os policiais da Decarga localizaram o material...
Polícia
Suspeitos de produzir cocaína em Jequié são mortos em confronto com polícia

Suspeitos de produzir cocaína em Jequié são mortos em confronto com polícia

Segundo PM, homens ficaram feridos na troca de tiros e foram socorridos, mas não resistiram...
Polícia
Homem tem mandado cumprido em Feira de Santana por estupro de vulnerável

Homem tem mandado cumprido em Feira de Santana por estupro de vulnerável

Denunciado apenas em 2022, o ato infracional foi praticado no ano de 2017, quando o suspeito...