Brasil

Petrobras reduz preço do gás de cozinha em 4,73% na terça (13)

Reajuste é aplicado no valor por quilo para as distribuidoras, onde o botijão de 13 kg vai custar R$ 52,34, em média, R$ 2,60 a menos

12/09/2022 17h50
Petrobras reduz preço do gás de cozinha em 4,73% na terça (13)
Foto: REPRODUÇÃO DA INTERNET/INSTAGRAM

A Petrobras vai reduzir em 4,73% o preço do GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de cozinha, para as distribuidoras a partir de terça-feira (13), informou a companhia nesta segunda (12).

Com o reajuste, o preço do GLP passará de R$ 4,23 por quilo para R$ 4,03 por quilo, com o botijão de 13 kg sendo vendido por R$ 52,34 nas distribuidoras, em média, valor R$ 2,60 menor que no mês anterior.

A Petrobras vai reduzir em 4,73% o preço do GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de cozinha, para as distribuidoras a partir de terça-feira (13), informou a companhia nesta segunda (12).

Com o reajuste, o preço do GLP passará de R$ 4,23 por quilo para R$ 4,03 por quilo, com o botijão de 13 kg sendo vendido por R$ 52,34 nas distribuidoras, em média, valor R$ 2,60 menor que no mês anterior.

No último levantamento de preços ao consumidor da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), referente ao período de 28 de agosto a 3 de setembro, o preço médio do gás de cozinha no país era de R$ 111,57. O reajuste costuma demorar um pouco para ser sentido pelo consumidor.

Deyvid Bacelar, coordenador-geral da FUP (Federação Única dos Petroleiros), considera que essa queda no preço do gás de cozinha segue essa mesma estratégia das reduções dos combustíveis, que ocorrem em intervalos cada vez menores. “Pressionada pelo calendário eleitoral, a gestão da Petrobrás virou instrumento de campanha política às vésperas das eleições. A vinte dias do pleito, o governo corre atrás do prejuízo depois de três anos e oito meses de altas recordes nos preços dos derivados, reajustados com base na equivocada política de PPI (preço de paridade de importação)”, avalia.

Em relação ao GLP, Bacelar afirma: “Somente no gás de cozinha, a alta de preço nas refinarias foi de 119,1% ao longo do período Bolsonaro, levando a camada mais pobre da população a lançar mão de lenha para cozinhar, enfrentando graves riscos de acidentes. Enquanto isso, o salário mínimo, sem aumento real, teve reajuste de apenas 21,4% no atual governo.”

Em nota, a Petrobras diz que a redução acompanha a evolução dos valores de referência e é coerente com sua política de preços.

*R7

Comentários

Leia também

Brasil
Campanha de vacinação contra a pólio termina nesta sexta-feira

Campanha de vacinação contra a pólio termina nesta sexta-feira

Campanha inclui imunizantes contra outras doenças preveníveis
Brasil
Beneficiários com NIS final 5 recebem hoje Auxílio Brasil

Beneficiários com NIS final 5 recebem hoje Auxílio Brasil

Até o fim do ano, benefício tem valor mínimo de R$ 600 por família
Brasil
Erro faz Jornal da Record ser exibido na Globo no horário do Jornal Nacional

Erro faz Jornal da Record ser exibido na Globo no horário do Jornal Nacional

Os telespectadores nunca perderam nenhum detalhe das coisas vão ao ar na TV. Dessa vez,...