Feira de Santana

Petrobras reduz preço da gasolina pela segunda vez seguida a partir de amanhã (29) 

o valor médio do litro do combustível passará de R$ 3,86 para R$ 3,71 – redução de R$ 0,15 por litro, que corresponde a um corte de 3,88%.

28/07/2022 13h30
Petrobras reduz preço da gasolina pela segunda vez seguida a partir de amanhã (29) 

Um dia após anunciar nova diretriz para a política de formação de preços dos combustíveis, a Petrobras informou que vai reduzir, pela segunda vez seguida, o preço da gasolina vendida às refinarias. A partir desta sexta-feira (29), o valor médio do litro do combustível passará de R$ 3,86 para R$ 3,71 – redução de R$ 0,15 por litro, que corresponde a um corte de 3,88%.

Na quarta-feira da semana passada, a petroleira já havia reduzido em R$ 0,20 o preço médio da gasolina. Com o nove corte, o preço do combustível fica abaixo do valor que era comercializado em 10 de maio deste ano, que era de R$ 3,86.

“Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para a gasolina, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”, destacou a companhia.

Na véspera, a Petrobras anunciou que o Conselho de Administração da empresa aprovou nova diretriz para a formação de preços de seus combustíveis. Segundo a companhia, a medida “incorpora camada adicional de supervisão”, mas não altera a política de preços vigente, balizada pela paridade de preços internacionais (PPI), e mantém os reajustes sob responsabilidade da diretoria executiva.

A PPI foi instaurada pela Petrobras em 2016, no governo de Michel Temer. Desde então, companhia tenta parear o preço da gasolina na refinaria com o preço internacional. Ou seja, os reajustes são resultado das oscilações dos preços do petróleo e do câmbio.

Mas, mesmo com redução dos preços das commodities, o câmbio não aliviou. No fim de maio, o dólar comercial estava cotado na casa dos R$ 4,70. Hoje, opera próximo aos R$ 5,20.

Os preços de venda de combustíveis às refinarias pela Petrobras são um dos fatores de composição do preço final dos combustíveis, junto com impostos e fatia de distribuidoras e revendedores.

De acordo com o anúncio da nova redução de preço, a Petrobras disse que, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,81, em média, para R$ 2,70 a cada litro vendido na bomba – ou seja, o preço final tende a cair, pelo menos, R$ 0,11.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Dissidentes da Aspra devem formar nova associação em Feira

Dissidentes da Aspra devem formar nova associação em Feira

A assembleia vai ocorrer no auditório do Hotel Acalanto, a partir das 19h30.
Feira de Santana
Professores da rede municipal protestam contra cortes no salário

Professores da rede municipal protestam contra cortes no salário

Os professores cobram resposta da Secretária de Educação sobre a pauta de reivindicações...
Feira de Santana
Após pedido de relaxamento de prisão, familiares de jovens mortos em Jaíba cobram posição da justiça