Política

Paraná Pesquisas: Lula tem 51,9% dos votos válidos contra 48,1% de Bolsonaro

Considerando os votos totais no cenário estimulado, o petista tem 47,6%, enquanto Bolsonaro soma 44,1%

13/10/2022 12h15
Paraná Pesquisas: Lula tem 51,9% dos votos válidos contra 48,1% de Bolsonaro
Fotos: Fernando Frazão e Marcelo Camargo/Agência Brasil

Divulgada nesta quinta-feira (13), o primeiro levantamento do segundo turno do Instituto Paraná Pesquisas aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 51,9% das intenções de votos válidos, contra 48,1% do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Considerando os votos totais no cenário estimulado, o petista tem 47,6%, enquanto Bolsonaro soma 44,1%. Não sabe ou não respondeu, somam 3,6% e nenhum, branco e nulo são 4,8%.

Na espontânea, Lula tem 42,6%, contra 39,2% do atual chefe do Executivo. Não sabe ou não respondeu são 12,8% e ninguém, braco e nulo, 5,4%.

Registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob número BR-08438/2002, o levantamento fez 2.020 entrevistas presenciais entre os dias 8 e 12 de outubro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Durante viagem ao Egito, Lula deve discutir guerra entre Israel e Hamas e assinar acordo na área de bioenergia, diz Itamaraty

Durante viagem ao Egito, Lula deve discutir guerra entre Israel e Hamas e assinar acordo na área de bioenergia, diz Itamaraty

Presidente embarcou nesta terça-feira (13) em direção ao Cairo, capital do Egito
Política
Alvo da PF, Bolsonaro só deve ser convocado para prestar depoimento no segundo semestre

Alvo da PF, Bolsonaro só deve ser convocado para prestar depoimento no segundo semestre

Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, deve depor até março
Política
Coronel alvo de operação da PF que investiga tentativa de golpe de estado é preso após desembarcar no Brasil

Coronel alvo de operação da PF que investiga tentativa de golpe de estado é preso após desembarcar no Brasil

O militar passou pela audiência de custódia e teve a sua prisão mantida