Feira de Santana

Paixão de Cristo: Espetáculo a céu aberto em Humildes voltará a ser realizado após três anos

Apresentação acontece na praça do São Pedro, em Humildes

28/03/2023 12h09
Paixão de Cristo: Espetáculo a céu aberto em Humildes voltará a ser realizado após três anos

O espetáculo teatral “A Paixão e Morte de Cristo” voltará a ser realizado na Praça do São Pedro, no distrito de Humildes, após três anos. A apresentação encenada pelo Grupo Teatral de Humildes acontecerá no dia 07 de abril, a partir das 19h30. A encenação não foi realizada nos últimos anos em virtude das medidas restritivas durante a pandemia da Covid-19.

Nesta terça-feira (28) o Grupo Teatral de Humildes completa 26 anos de existência. Atualmente o espetáculo é composto por 120 pessoas, todos moradores do distrito. A iniciativa tem o apoio cultural da Prefeitura de Feira de Santana, através das secretarias de Cultura, Esporte e Lazer (SECEL) e Comunicação Social (SECOM). O coordenador da iniciativa, Ubaldo de Oliveira, o Bal de Humildes, observa que por mais de duas décadas o grupo teatral vem mantendo viva a missão de evangelizar através da arte.

“Além de uma iniciativa artística e cultural em prol da evangelização, o Grupo Teatral de Humildes também desenvolve trabalhos de cunho social, visando desenvolver o espírito de solidariedade humana entre jovens da comunidade”, observa Bal.

O Grupo Teatral de Humildes já apresentou o espetáculo em várias cidades da Bahia, como: Salvador, São Francisco do Conde, São Gonçalo dos Campos, Cruz das Almas, Cabaceiras do Paraguaçu, Conceição do Jacuípe, Oliveira dos Campinhos, Santo Amaro da Purificação e Santa Bárbara. Em Feira de Santana também já foi levado para vários bairros e distritos, como: Jaguara, Maria Quitéria, Jaíba, Bonfim de Feira, Limoeiro, dentre outras localidades.

ESPETÁCULO

A peça teatral “A Paixão e Morte de Cristo” tem duração de uma hora e trinta minutos. “A estrutura conta com cenários confeccionados em madeira, revestidos com materiais artesanais, predominando as cores vermelho e dourado, o que remete a riqueza dos palácios romanos da época”, explica Bal.

A sonorização também é apropriada para apresentações a céu aberto. A iluminação proporciona um espetáculo visual a parte durante toda a encenação. “Utilizamos iluminação cênica de última geração, e todas as cenas são acompanhadas por canhão seguidor”, informa o coordenador.

Bal acrescenta ainda a riqueza de detalhes está presente também no figurino. “Foi tudo confeccionado com base em estudos históricos. As roupas dos soldados romanos, por exemplo, são feitas de couro, com adereços dourados e capacetes com proteção de ferro. Os sacerdotes são vestidos a rigor e os discípulos de Jesus com túnicas e turbantes feitos com tecidos simples. Todos os personagens utilizam sandálias de couro”, descreve.

*Com informações Secom

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Hospital da Mulher: Líder em partos e referência em saúde materno-infantil na Bahia

Hospital da Mulher: Líder em partos e referência em saúde materno-infantil na Bahia

Unidade realizou cerca de 75.200 partos em apenas uma década
Feira de Santana
Problemas enfrentados pela advocacia de Feira de Santana no Conjunto Penal são tema de reunião

Problemas enfrentados pela advocacia de Feira de Santana no Conjunto Penal são tema de reunião

Na oportunidade, tanto o secretário quanto o seu chefe de gabinete, ficaram de dar, até...
Feira de Santana
Mutirões agilizam as demandas para atualização e inclusão de beneficiários no CadÚnico

Mutirões agilizam as demandas para atualização e inclusão de beneficiários no CadÚnico

Comunidade tem acesso facilitado a serviços da assistência social