Política

“O PT promete muito, mas não entrega o prometido”, diz João Roma

Roma mencionou a falta de cumprimento das promessas feitas durante as campanhas eleitorais.

05/06/2024 06h37
“O PT promete muito, mas não entrega o prometido”, diz João Roma
Foto: Ascom

Em entrevista ao programa Jornal do Meio Dia (Rádio Princesa FM), João Roma, presidente estadual do PL, expressou uma visão crítica sobre o governo federal e a administração do Partido dos Trabalhadores (PT) na Bahia. Roma mencionou a falta de cumprimento das promessas feitas durante as campanhas eleitorais.

“A questão de segurança pública, saúde, educação e infraestrutura são áreas que deixam muito a desejar. A geração de emprego também está abaixo do esperado, comparativamente a outros estados”, afirmou.

Na segurança pública, Roma apontou o avanço do crime organizado e a violência crescente. “A segurança pública está uma calamidade. Vários estados do Brasil estão contratando novos policiais e equipamentos, mas na Bahia, cada vez mais, o crime organizado avança”, declarou.

Em relação à educação, Roma criticou a aprovação automática dos alunos. “A proposta do governador de passar todos os alunos impede a capacitação adequada para enfrentar a vida real e o mercado de trabalho. Não se está investindo no básico para oferecer uma educação de qualidade ao nosso povo”, ressaltou.

Roma também comparou as políticas econômicas do governo federal atual em comparação com a gestão anterior de Jair Bolsonaro.

“O presidente Bolsonaro conseguiu baixar os impostos e ainda assim ampliar a arrecadação do estado. Já o governo do PT reverteu muitas dessas medidas, aumentando a burocracia e os impostos, o que impede o fluxo econômico e faz o dinheiro desaparecer da praça”, explicou.

Ele citou a paralisação de importantes obras de infraestrutura na Bahia, como a Avenida Contorno em Feira de Santana e a duplicação da BR-101. “Com Bolsonaro, conseguimos avançar muito nessas obras. Mal entrou o PT e seguraram as obras, prejudicando a população local que sofre com essas paralisações”, afirmou.

Finalizando, Roma afirmou que falta ações efetivas do governo do PT. “Nós não torcemos pelo pior para a Bahia. Queremos colaborar, mas, infelizmente, não há o que comemorar. A Bahia tem muitas potencialidades, desde o turismo até a mineração, mas as oportunidades não chegam ao povo baiano por falta de investimentos e ações governamentais”, concluiu.

Comentários

Leia também

Política
Prazo para Partidos e Federações realizarem convenções partidárias inicia neste sábado (20)

Prazo para Partidos e Federações realizarem convenções partidárias inicia neste sábado (20)

No período, que vai até 5 de agosto, as agremiações devem deliberar sobre suas coligações...
Política
Presidente do PSDB-BA suspende convenção que lançaria Pablo Roberto pré-candidato em Feira de Santana

Presidente do PSDB-BA suspende convenção que lançaria Pablo Roberto pré-candidato em Feira de Santana

O presidente do PSDB estadual, deputado Tiago Corrêa, expõe que a convenção não poderá...
Política
Colbert comenta sobre articulações políticas e busca por unidade em Feira

Colbert comenta sobre articulações políticas e busca por unidade em Feira

O prefeito destacou a importância da unidade para o crescimento da cidade.