Economia

Número de investidores do Tesouro Direto cresceu 17,4% em 2022

Com os resultados do ano, estoque total alcançou R$ 105,10 bilhões no fim de dezembro – aumento de 32,7% em relação a dezembro de 2021 (R$ 79,20 bilhões)

25/01/2023 16h57
Número de investidores do Tesouro Direto cresceu 17,4% em 2022
Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

O Tesouro Direto alcançou 2.129.196 investidores ativos em dezembro do ano passado, aumento de 17,4% no acumulado dos 12 meses de 2022. Em dezembro, a modalidade recebeu 19.626 novos investidores ativos. Os resultados foram divulgados nesta quarta-feira (25), pelo Tesouro Nacional.

Em cifras, o tipo de investimento somou R$ 42,41 bilhões em vendas de títulos públicos durante todo o ano. Os resgates totalizaram R$ 25,989 bilhões, o que resulta em um saldo líquido de R$ 16,428 bilhões no ano passado. O estoque total do Tesouro Direto alcançou R$ 105,10 bilhões no fim do mês passado – aumento de 32,7% em relação a dezembro do ano passado (R$ 79,20 bilhões).

Em dezembro do ano passado, as vendas (R$ 3,463 bilhões) superaram os resgates (R$ 2,377 bilhões) em R$ 1,085 bilhão. De acordo com o Tesouro, não houve resgates por vencimento, o que obrigaria o governo federal a reembolsar o investidor com juros.

Os títulos mais procurados pelos investidores em dezembro foram os corrigidos pela Selic (61,5% do total). A taxa básica de juros terminou o ano fixada em 13,75%. Em seguida, com 27,4% do total, aparecem os títulos vinculados à inflação.

*Com informações da Agência Brasil e Bahia.ba

Comentários

Leia também

Economia
Governo central tem superávit primário de R$ 54 bilhões em 2022

Governo central tem superávit primário de R$ 54 bilhões em 2022

Foi a primeira vez, desde 2013, que Tesouro Nacional, Previdência e Banco Central somados...
Economia
Cerca de 40% das negociações salariais não cobriram a inflação em 2022
Economia
INSS regulamenta procedimentos que servirão como prova de vida

INSS regulamenta procedimentos que servirão como prova de vida

A partir deste ano, caberá ao órgão comprovar situação do beneficiário