Educação

Unex promove palestra sobre o diagnóstico da doença de Parkinson

Curso de Medicina da Unex traz abordagem com a presença de nomes importantes nas áreas da Medicina e Biomedicina.

10/04/2024 16h12
Unex promove palestra sobre o diagnóstico da doença de Parkinson
Foto: Divulgação

A doença de Parkinson permanece como uma das condições neurológicas mais desafiadoras enfrentadas na atualidade. Caracterizada por diversos sintomas motores e não motores, esta doença neurodegenerativa afeta a vida de milhões de pessoas em todo o mundo e faz do diagnóstico algo mais complexo e desafiador para a equipe responsável.

O tremor em repouso, a rigidez muscular, a lentidão de movimentos, a instabilidade postural, o comprometimento da fala e escrita são sinais clássicos da doença, que interferem na qualidade de vida dos pacientes e suas famílias. Outro ponto importante a ser sinalizado são os sintomas não motores, como a depressão e disfunção cognitiva, que podem ser desconsiderados como sintomas do Parkinson e, por isso, não serem tratados corretamente.

“A Doença de Parkinson é resultado da perda de neurônios da substância negra que é uma parte do cérebro responsável pela produção da dopamina, conhecida como hormônio da felicidade e substância necessária para a atividade do órgão. A doença se apresenta com mais frequência em pessoas idosas, mas também pode acometer pessoas jovens. Os médicos especialistas no assunto, realizam o exame físico e solicitamos sempre exames complementares até chegar em um diagnóstico definitivo da doença”, explica o biomédico Dr. Carlos Danilo Cardoso, um dos Gêmeos da Biomedicina, que também é professor no curso de Medicina da Unex, em Feira de Santana.

Apesar de todos os desafios, avanços importantes aconteceram nos estudos sobre o tema, a exemplo dos exames por imagem que contribuem para o diagnóstico da doença. Segundo Cardoso, através da ressonância magnética ou tomografia computadorizada com o auxílio do contraste é possível avaliar a perda dos neurônios e o tamanho dessa lesão.

Tratamento do Parkinson
Para o melhor tratamento da doença é imprescindível a ação de uma equipe interprofissional com a participação de neurologistas, fisioterapeutas, farmacêuticos, psicólogos e/ou psiquiatras, fonoaudiólogos dentre outros profissionais da saúde. A introdução dos fármacos e “antiparkissonianos”, é extremamente necessária. Além disso, a cirurgia de estimulação cerebral profunda emergiu como uma opção eficaz para pacientes com sintomas avançados, oferecendo alívio.

Mais recentemente, a pesquisa em terapias avançadas, incluindo terapia genética e terapia com células-tronco, levanta esperanças para tratamentos que possam modificar a progressão da doença. Esses avanços representam um passo significativo em direção a uma abordagem mais holística e eficaz no manejo do Parkinson. “Nós temos uma pesquisa atual em pacientes com sintomas moderados e diagnosticados há menos de dez anos. A ideia principal é que células tronco transplantadas devem amadurecer até se tornarem neurônios saudáveis. Acredito que este é o caminho saudável e progressivo deste tratamento proposto pela ciência”, comenta Cardoso.

Embora a doença de Parkinson continue a representar um desafio significativo, há esperança em um futuro onde o diagnóstico precoce, tratamentos eficazes e apoio adequado possam proporcionar melhor qualidade de vida aos pacientes.

Mês de Conscientização
Com o objetivo de discutir sobre as pesquisas e avanços no diagnóstico da doença de Parkinson, o curso de Medicina do Centro Universitário de Excelência – Unex de Feira de Santana promove, no próximo dia 26 de abril, às 18h, uma palestra gratuita voltada ao assunto. Os interessados podem realizar inscrições através do link.

Entre os temas explorados durante o evento estão “Modelos de Estudo da Doença: como os cientistas entendem a doença”, com o biomédico e professor Dr. Filipe de Araújo. “Diagnóstico clínico e a avaliação sintomática”, o tema será explorado pela médica neurologista, Dra. Yanna do Vale e o tema “Avanços do diagnóstico por imagem da doença”, será abordado pelo biomédico Dr. Carlos Cardoso.

Comentários

Leia também

Educação
MedClass: revisão gratuita prepara vestibulandos para prova de Medicina

MedClass: revisão gratuita prepara vestibulandos para prova de Medicina

Evento acontece no dia 26 de maio em Salvador e no dia 04 de junho em Feira de Santana...
Educação
Universidades estaduais da Bahia paralisam atividades na próxima sexta-feira

Universidades estaduais da Bahia paralisam atividades na próxima sexta-feira

A paralisação é decorrente da intensificação da luta pela recomposição salarial...
Educação
Ampliada e com quadra poliesportiva, Escola Demósthenes Álvaro de Brito está pronta

Ampliada e com quadra poliesportiva, Escola Demósthenes Álvaro de Brito está pronta

Unidade escolar agora tem a capacidade de atender a 665 estudantes