Programa De Olho na Cidade

27/11/2021 - 08:39

Feirense que vende de água em semáforos se emociona ao passar em concurso da PM

Reportagens Especiais
Feirense que vende de água em semáforos se emociona ao passar em concurso da PM
Foto: Reprodução

Em um vídeo publicado nas redes sociais a emoção tomou conta de uma rua em Feira de Santana, devido a comemoração da vitória de Daniel Santos de 27 anos. O motivo da festa foi a aprovação do jovem no concurso da Polícia Militar da Bahia, depois de passar os últimos sete anos vendendo água mineral no semáforo para bancar os estudos e 27 tentativas até a aprovação.

Em entrevista ao portal De Olho na Cidade o recém-aprovado contou que a vontade de seguir carreira policial veio quando foi selecionado para servir o Exército aos 17 anos.

“Na minha infância eu nunca pensei em ser da polícia militar, mas quando eu tinha 17 anos me alistei nas forças armadas e não queria servir ao exército brasileiro, porém mesmo sem querer servir acabei passando nas etapas da seleção e entrando para o exército em 2013. Quando eu adentrei nas forças armadas eu sempre falei que daria o meu melhor no que fosse fazer, sempre fui assim no colégio, sempre fiz meu melhor e comecei a gostar do militarismo, do que ele prega lá dentro, mostrando para as pessoas que o militarismo na verdade é um pilar essencial na sociedade.”

Após concluir o ensino e iniciar um curso de edificações, Daniel percebeu que o desejo de seguir o militarismo ainda existia em seu coração e foi em 2016 que ele iniciou os seus estudos para os concursos da Polícia Militar.

“Em 2016 o governador Rui Costa informou que estaria abrindo concurso para policia militar do estado da Bahia em 2017 e em novembro de 2016 eu comecei a estudar e prestei concurso em 2017 no qual eu fiquei com 71.20, na minha região o último colocado ficou com 73.6, mas desde então eu continuei tentando em vários estados, Alagoas, Sergipe, Maranhão, São Paulo, Paraná, Tocantins, infinitos estados aqui do Nordeste, foram exatamente 27 concursos, graças a Deus eu consegui ser aprovado em seis, infelizmente reprovei dois TAF’s da Polícia Militar de São Paulo, mas eu consegui voltar pra estudar mais.”

Atualmente Daniel vende água mineral em um semáforo na avenida Artêmia Pires, no bairro SIM e foi nesse comércio que ele enxergou uma oportunidade para garantir seu sustento e o custeio dos estudos para cada concurso.

“Atualmente eu trabalho vendendo água mineral no semáforo e não tenho vergonha de dizer isso pra ninguém, é um trabalho honesto e digno como qualquer outro, mesmo diante de muitos preconceitos, de muitas pessoas julgando achando que todos que vendem água mineral são marginais, muitas pessoas que trabalham no semáforo lutam para conquistar o seu sucesso.”

Para todos aqueles que lutam pela realização dos seus sonhos, por mais desafiadores que eles sejam, Daniel deixou uma mensagem:

“Eu quero dizer para todos os concurseiros que o caminho nunca vai ser fácil, vão existir pessoas que vão querer te parar, mas cada dificuldade enfrentada sirva de combustível para que eles vençam na vida e que mudem de patamar.”

Comentários

Leia também