Programa De Olho na Cidade

21/09/2021 - 06:09

Flifs tem início nesta terça-feira (21)

Cultura
Flifs tem início nesta terça-feira (21)
Literatura, debates, lançamentos de livros, recitais de cordel, teatro e oficinas fazem parte da programação da 14ª Feira do Livro / Festival Literário e Cultural de Feira de Santana (Flifs), que começa na próxima terça-feira (21) e vai até o dia 25 de setembro. O evento, organizado pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), será totalmente gratuito e virtual. A solenidade de abertura está marcada para às 16h, seguida de uma conversa com a poetisa, jornalista, escritora, cantora e atriz Elisa Lucinda. O primeiro dia do evento ainda conta com exibição de documentário e apresentação literária.
 
 
 
Com o slogan #FlifsConectadaComVocê, a Feira do Livro será transmitida, pelo segundo ano consecutivo, em decorrência da pandemia da covid-19, no canal YouTube/flifsoficial. “O evento do ano passado foi um desafio porque tudo era novo, mas nos ajudou muito a construir a edição de 2021. Agora foi possível elaborar uma programação mais diversificada, que envolve, por exemplo, debates variados nos três turnos. Serão mais de 40 lançamentos de livros e conversas com escritores de renome nacional, além das demais atividades culturais”, explicou Rita Brêda, pró-reitora de Extensão da Uefs e coordenadora da Flifs.
 
 
 
A coordenadora da Feira do Livro acredita que o público vai participar e se engajar nas atividades, assim como ocorria quando o evento era realizado presencialmente, antes da pandemia. “O desafio é que a Feira faça parte do calendário das escolas. A nossa expectativa é que alunos da educação básica das escolas públicas participem das atividades da Flifs. Os minicursos e oficinas que ofereceremos podem ser computados como atividade curricular complementar para os estudantes”, esclareceu a professora Rita Brêda. A pró-reitora também lembrou que o principal objetivo do evento é reforçar a política de formação de leitores.
 
 
 
As mesas propõem debates como o leitor/autor como possibilidade de emancipação social, educação ambiental e literatura de cordel, literatura, mística e resistência, formatos e linguagens para a comunicação, o home office e seus desdobramentos no campo da criatividade e da comunicação, histórias em quadrinho, o papel da escola no incentivo à leitura, médicas que escrevem e histórias e percursos literários. Nos cinco dias de evento também será exibido o documentário, “A Biblioteca”, sobre vida e obra de Roberval Pereyr.
 
 
 
A programação da Flifs ainda inclui conversas com autores como Aleilton Fonseca, Lívia Natália, Cláudia Gomes e Geni Guimarães. O encerramento do evento vai contar com a participação de Conceição Evaristo, romancista, poetisa e contista, autora de livros como “Olhos D’Água”, “Becos da Memória”, “Ponciá Vicêncio” e “Poemas da recordação e outros movimentos”. As apresentações culturais ficam por conta de nomes como Jarid Arraes, Nívea Maria Vasconcelos, Grupo Baiana Bossa e Maryzélia.

Comentários

Leia também