Programa De Olho na Cidade

11/09/2021 - 19:17

Oposição precisa reforçar o time

Jorge Biancchi

O ex-prefeito de Salvador e presidente do Democratas, ACM Neto, esteve na cidade de Feira de Santana neste sábado (11) para participar de um evento político promovido pelo secretário de agricultura do município de Feira de Santana Pablo Roberto, que deve disputar as eleições de 2022 com o objetivo de se eleger deputado estadual. Em relação a chapa majoritária do grupo comandado por ACM Neto e José Ronaldo ainda não se tem uma definição, ACM Neto confirmou que lançará a sua candidatura ainda este ano, mas o seu partido ainda discute uma fusão com o PSL e esse assunto é uma das prioridades nesse momento.

Segundo o ex-presidente e atual pré-candidato a presidência da República, Lula, ganha o jogo quem tem time, ou seja, ganha a eleição quem tem maior grupo político. No momento, o grupo comandado por Jaques Wagner e Rui Costa está bem melhor articulado, tem um grupo muito forte que venceu as últimas quatro eleições na Bahia. Jaques Wagner, atual senador da República e pré-candidato ao governo, Otto Alecar, senador, Rui Costa, governador muito bem avaliado pelas pesquisas, João Leão, vice-governador, que comanda o PP e tem muitas prefeituras, além do palanque nacional com o ex-presidente Lula na frente nas pesquisas e o favorito para ganhar as eleições presidenciais, o que fortalece muito o palanque na Bahia e nos principais estados do Nordeste.

Enquanto isso, o grupo comandado por ACM Neto e José Ronaldo ainda não conseguiu buscar aliados competitivos, por enquanto estão com as mesmas lideranças que perderam as últimas eleições na Bahia. Ou ACM Neto reforça o time ou poderá ter sérias dificuldades de ter uma candidatura competitiva na Bahia e não se tem muitas opções para reforçar o time, talvez o único que possa ser atraído ao grupo é o ministro da cidadania João Roma, que hoje é uma liderança importante e aliado do governo Bolsonaro, há também uma expectativa em relação a João Leão, mas não se sabe se João Leão realmente vai querer arriscar deixar o grupo político do qual faz parte para compor com ACM Neto um espaço que hoje o próprio João Leão tem na chapa de Rui Costa.

Então, é como diz o ditado popular, ACM Neto talvez tenha que fritar o porco com própria banha, tem que se fortalecer buscando outras estratégias que não seja atrair nomes para seu grupo, porém a gente sabe que a estrutura de campanha requer ter nomes competitivos no seu grupo para viabilizar. Vamos aguardar os próximos passos da oposição na Bahia para ver se a gente vai ter realmente duas campanhas competitivas ou se vai acontecer o que já vinha acontecendo na Bahia que é a vitória do atual grupo político.

Comentários

Leia também