Programa De Olho na Cidade

07/09/2021 - 15:56

Tom de ameaça não cabe na democracia

Jorge Biancchi
Nós estamos acompanhando as manifestações do 07 de setembro  em Feira de Santana, na Bahia e no Brasil. Aqui em nossa cidade tivemos o Grito dos Excluídos e também a manifestação dos apoiadores do Presidente da República Jair Bolsonaro, outros estados também estão realizando manifestações pró e contra o Governo, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador.
 
O que nos preocupa nesse momento é o tom de ameaça que temos em atos apoiados pelo Presidente da República, em Brasília, por exemplo, Bolsonaro fez um discurso para apoiadores ameaçando o Supremo Federal. O presidente disse o seguinte: “Ou chefe desse poder enquadra o seu ou esse poder pode sofrer aquilo que nós não queremos”, e essa foi uma declaração de ameaça do Presidente da República.
 
Todos nós temos o direito de nos manifestar contra qualquer governo, seja ele estadual, municipal ou federal, temos o direito de nos manifestarmos contra o Supremo, contra o Congresso, a manifestação é livre, mas a ameaça de fechamentocomo a gente vem acompanhando ao longo do governo do presidente Bolsonaro é muito lamentável, isso não condiz com a nossa democracia e é por isso que estamos tendo várias decisões contra apoiadores dessas manifestações. Vários já foram presos e infelizmente a gente vê que essas ameaças continuam sendo feitas, principalmente, pelo nosso Presidente da República, presidente eleito pela maioria do povo brasileiro.
 
Nós temos outros problemas que precisam ser enfrentados pelo governo, ele precisa entender que o STF não é o adversário, o adversário do presidente Bolsonaro é o ex-presidente Lula, são políticos que precisam ter esse enfrentamento político, que faz parte do regime democrático, mas precisa ser um enfrentamento respeitoso, jamais do jeito que a gente vem acompanhando.
 
Já tivemos ameaças sobre a não realização das eleições no ano que vem, agora estamos tendo esse foco do presidente contra os ministros do STF, então tudo isso é muito lamentável e eu acho que não contribui. O presidente da República tem que entender que a gente precisa de uma democracia sendo respeitada com todas as instituições, a gente pode discordar das decisões que são tomadas, mas temos que respeitá-las.
 
Tudo isso que está acontecendo é muito ruim para a credibilidade, para a nossa economia, que vive com uma inflação muito alta, temos a gasolina muito cara, cesta básica que também aumentou muito, tudo isso é o foco que a gente precisa dar para resolver, não fazer uma ameaça para nossa democracia.

Comentários

Leia também