Programa De Olho na Cidade

07/08/2021 - 06:02

Programa De Olho na Cidade realiza roda de conversa em homenagem ao dia dos pais

Dia dos Pais
Programa De Olho na Cidade realiza roda de conversa em homenagem ao dia dos pais
Programa De Olho na Cidade realiza roda de conversa em homenagem ao dia dos pais
 
Em homenagem ao dia dos pais que será comemorado domingo (08), o programa De Olho na Cidade da Rádio Sociedade News FM desta sexta-feira (6), preparou uma roda de conversa para celebrar a data. Participaram da roda o Capitão da PM Franklin, o sindicalista Oberdan Cerqueira, e o médico Israel Reis. 
Muitas vezes, os pais sentem a necessidade de colocar os filhos em uma redoma de vidro, de isola-los do resto do mundo e aceitar que podem tudo. A expressão pai “super-herói”, acaba se tornando um peso nos ombros daqueles que na prática, não podem proteger os seus filhos de tudo e todos. 
Para o Policial Militar Franklin Martins, que é inserido nesse contexto de violência e proteção, e tem uma filha de 4 anos, conta que nem sempre é fácil entender que precisa deixar a sua filha ter suas próprias experiências. 
“Um dos grandes desafios que eu tenho como pai é esse, um dia me perguntaram como o meu trabalho como Policial militar influencia na minha paternidade, e essa é uma das maiores dificuldades que eu tenho, pois eu sou assessor de comunicação, e tudo de ruim na esfera passa por mim, e se eu não tivesse um filtro, eu ia acabar colocando minha filha numa redoma de vidro. E essa é uma geração muito frágil, porque os pais querem proteger os filhos a todo custo e acabam se quebrando”. Contou o Capitão Franklin. 
O Sindicalista Oberdan Cerqueira, contou que essa mudança na criação dos filhos e na infância, afeta negativamente no crescimento dessas novas pessoas, mas para ele é mais que necessário entender que os filhos precisam aprender a lidar com a vida, sozinhos. 
“Os tempos mudaram, eu fui criado brincando de bola no cascalho, e hoje os tempos mudaram. Mas, precisamos deixar os filhos criarem as suas próprias experiências, a natureza nos ensina, precisamos ensinar os nossos filhos a voarem sozinhos”. Contou o sindicalista. 
Jorge Biancchi, âncora do programa, levantou o debate sobre o papel do pai nos dias atuais, que vem sendo cada vez mais negligenciado. “Não abra mão do papel de ser pai, é uma missão que Deus lhe deu, não abra mão dessa missão, pois acabamos colhendo o que compramos, ainda dá tempo de você se aproximar do seu filho. Exercemos vários papeis ao mesmo tempo, e quando não nos posicionamos em algum papel, alguém vai tomar conta desse papel. Escolhemos esposas, amigos, mas não escolhemos o filho, Deus escolhe por nós.”, contou Biancchi. 
Durante a pandemia, a relação das crianças com o mundo, e consequentemente o seu emocional, mudou. Elas tiveram que aprender a lidar com o seu novo entorno, e os pais foram decisivos na hora dessa adaptação. Para o cardiologista Israel Reis, estar atendo aos sinais físicos e psicológicos do filho é o papel de um pai. 
“Eu acabo atendendo filhos e pais, e o que mais atendi são crianças com pânico, com problemas emocionais, com pânico, sofrendo com bullying virtual, como as crianças não interagem, elas marcam uma reunião, então ser pai é estar atento para momentos virtuais.” O médico destaca que ser pai é entender os problemas dos seus filhos, principalmente nesse momento de pandemia, onde as crianças estão aprendendo a lidar com esse novo “modus operante”, é preciso aprender a lidar com as crianças.

Comentários

Leia também