Programa De Olho na Cidade

11/05/2021 - 13:23

 Japão prorroga Estado de Emergência

Olimpíadas
 Japão prorroga Estado de Emergência
O governo japonês decidiu prorrogar o estado de emergência COVID-19 até o dia 31 de maio. As regiões também foram ampliadas, além de Tóquio e Osaka, foram adicionadas as províncias de Aichi e Fukuoka.
 
O primeiro-ministro Yoshihide Suga formalizou a decisão em reunião de força-tarefa, mantendo as restrições a restaurantes e outros negócios após a data de término original previsto para esta terça-feira (11), a medida visa reduzir infecções e aliviar a pressão sobre os hospitais.
 
O terceiro estado de emergência acontece a pouco menos de três meses dos Jogos Olímpicos que acontecerão em Tóquio. Para alguns visto como mais um motivo para um novo adiamento ou cancelamento do evento, para outros, a medida visa justamente o contrario, amenizar o número de infecções e aliviar o sistema de saúde para garantir as olimpíadas com segurança aos participantes e a população.
 
O decreto entrou em vigor pela terceira em Tóquio, Osaka, Kyoto e Hyogo desde o dia 25 de abril, com medidas destinadas a conter a propagação do coronavírus durante os feriados da Golden Week.
 
Com a prorrogação, os restaurantes e bares continuarão proibidos de servir bebidas alcoólicas ou oferecer serviços de karaokê e devem fechar até as 20h, em caso de descumprimento será aplicado uma multa de até 300.000 ienes (US $ 2.750). As empresas continuarão a ser incentivadas a ter funcionários trabalhando em casa.
 
De acordo com o novo plano, no entanto, grandes instalações comerciais, como lojas de departamentos e cinemas, poderão reabrir em menos horas, enquanto a proibição de espectadores em grandes eventos, como jogos esportivos, será substituída por um limite de 5.000 pessoas ou 50 por cento da capacidade do local.
 
De acordo com a Kyodo News, o governo planeja garantir, até meados de maio, kits de teste de antígeno de coronavírus suficientes para realizar até 8 milhões de testes e distribuí-los para centros médicos e de cuidados a idosos.

Comentários

Leia também