Programa De Olho na Cidade

22/02/2021 - 16:08

Números indicam que rede pública e privada estão próximas do colapso em Feira

Coronavírus
Números indicam que rede pública e privada estão próximas do colapso em Feira
Com o avanço do novo coronavírus em Feira de Santana, o município vive a eminência do colapso na rede pública e privada. Dos 40 leitos de UTI no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) apenas 4 estão vagos, mas com pacientes que já aguardam regulação. Os leitos clínicos estão com 100% de ocupação. 
 
Já no Hospital de Campanha de Feira a UTI já tem 89% de ocupação. O clínico tem 66%.  De acordo com o diretor da unidade hospitalar, Francisco Mota, o grande problema é não ter leitos de UTI à disposição nem mesmo dos pacientes da ala clínica. 
 
Ele falou ainda sobre a probabilidade de aumento de leitos de UTI, desde que se desative uma das enfermarias. “É possível, porém não é algo que pode ser feito da noite para o dia e vamos aguardar por uma posição do secretário de Saúde e prefeito”, enfatizou. 
 
Confira a ocupação de leitos para Covid-19 na rede privada e pública. 
 
 
HTO - 100% de ocupação nos leitos de uti e 0% de ocupação nos leitos clínicos. 
 
Emec - 100% de ocupação nos leitos clinícos e UTI
 
Unimed -  está com 100% de ocupação, são 5 leitos no total e todos estão ocupados. Os clínicos estão em 100% também, são 5 apartamentos.
 
Incardio - são 6 leitos clínicos todos ocupados, a taxa é de 100%. A uti covid foi aberta faz muito pouco tempo e está vazia, são  6 leitos. 
 
São  Mateus - são 4 leitos de UTI o hospital está com 100% de ocupação. São 8 leitos clínicos que também estão em 100%. 
 
Hospitais Públicos 
 
 
Hospital de Campanha: UTI com ocupação de 89% dos 18, 16 estão ocupados. A taxa de ocupação dos clínicos está em 66% dos 35 disponíveis 23 estão ocupados. 
 
Hospital Geral  Clériston Andrade: 100% de ocupação nos leitos clínicos e de UTI. São 40 uti's e 14 leitos clínicos.

Comentários

Leia também