Programa De Olho na Cidade

20/02/2021 - 11:08

A cassação do Deputado Federal Daniel Silveira mostra que a democracia também tem os seus limites

Jorge Biancchi
Quando alguém reivindica liberdade precisa saber o que fará com ela, e que existe um limite que é a Constituição brasileira. 
 
O Deputado achou que por ter imunidade parlamentar, poderia se expressar de qualquer maneira. Como ele chegou a dizer que gostaria de ver os ministros “surrados” e o Supremo Tribunal “destituído”, fazendo alusão ao AI-5, muito comum na Ditadura que enfrentou o Brasil.
 
Daniel Silveira, portanto, teve a sua prisão mantida pelo Supremo Tribunal Federal. Primeiro a decisão de Alexandre de Moraes que decidiu pela prisão, o plenário optou por unanimidade manter a prisão do deputado e a câmera deu a última palavra. Portanto, o deputado continua preso e agora vai enfrentar outros processos que podem culminar no processo de cassação.
 
Fica, portanto, um recado muito forte neste momento do Supremo e do Congresso, de que nós não admitimos nenhuma possibilidade da volta da ditadura militar em nosso país, algo muito defendido por aliados do presidente da república Jair Bolsonaro, e pelo próprio presidente em vários momentos. E agora quando mais precisava inclusive, o deputado falastrão, percebeu que ele não podia esperar o apoio do presidente da república, pois o mesmo se fingiu de morto, não se posicionou em nenhum momento defendendo o seu aliado.
 
Recado dado pelo Congresso, pelo Judiciário e pela população através de várias pesquisas demostrando que não querem a volta da ditadura. Que o recado seja entendido e que esse assunto seja definitivamente sepultado em nosso país.


Comentários

Leia também