Programa De Olho na Cidade

13/01/2021 - 15:46

Consultor em eletricidade explica o que fazer quando uma pessoa leva um choque elétrico

Curiosidades
Consultor em eletricidade explica o que fazer quando uma pessoa leva um choque elétrico

Duas mulheres e um homem morreram eletrocutados na última terça-feira (12) na localidade de Candeia Grossa, no distrito de Matinha em Feira de Santana. Uma das vítimas teria tentado trocar uma bandeira, quando o ferro que a sustentava caiu no fio de alta tensão, as duas mulheres foram tentar resgatá-lo, e acabaram sofrendo o choque também.

O choque elétrico é uma das causas mais comuns de acidentes no mundo, além de ser uma das mais perigosas. O consultor em eletricidade, Plínio Pereira, explica que é preciso chamar atenção da população, ao instalar uma antena, ou alguma coisa que pode alcançar a rede de alta tensão.

“Se alguém tomar um choque, para retirar essa pessoa, não é possível tocar nela. Não pode de forma nenhuma encostar nessa pessoa, o máximo de aproximação seria de 1m de acordo com a norma, mas nós indicamos que seja pelo menos 3 metros de distância.”  Explicou Plínio.

Saber o que fazer em caso de choque elétrico é muito importante pois, além de ajudar a evitar consequências para a vítima, como queimaduras graves ou parada cardíaca, também ajuda a proteger a pessoa que faz o salvamento contra os perigos da energia elétrica. Porém, em caso de acidentes envolvendo alta tensão a situação fica um pouco mais séria.

“Acidentes envolvendo alta tensão, não tem equipamentos, ou coisas que possam ser usadas para soltar aquela pessoa. A tensão nominal sendo passada pelo circuito é muito alta, então fica muito difícil esse contato, dificilmente a pessoa que está envolvida no acidente, vai conseguir se desvencilhar. A alta tensão precisa de material especializado para utilizar, então o ideal é que não seja feito nenhum contato direto com esse tipo de eletricidade.”, afirmou o especialista.

Já nos casos de baixa tensão, o especialista explica que existem sim formas de evitar que a pessoa venha a óbito ou tenha sequelas maiores.

“O acidente em baixa tensão, é muito comum acontecer, até mesmo dentro de casa, podemos ter contato com uma tomada, com uma fiação. Se alguém estiver preso ao circuito, você pode pegar uma toalha seca, um cabo de vassoura, qualquer coisa que seja de madeira e esteja seco, funciona para isso.”, contou o consultor.

Nestes casos, os primeiros socorros são:

1. Corte ou desligue a fonte de energia, mas não toque na vítima;

2. Afaste a pessoa da fonte elétrica que estava provocando o choque, usando materiais não condutores e secos como a madeira, o plástico, panos grossos ou borracha;

3. Chame uma ambulância, ligando para o 192;

4. Observe se a pessoa está consciente e respirando;

Se estiver consciente: acalme a vítima até a chegada da equipe médica;

Se estiver inconsciente, mas respirando: deite-a de lado, colocando-a em posição lateral de segurança. Saiba como pode fazer isso de forma correta;

Se estiver inconsciente e não respirando: inicie a massagem cardíaca e a respiração boca-a-boca. Veja como deve ser feita a massagem;

As chances de salvamento da vítima eletrocutada diminuem com do tempo e a partir do 4º minuto de ter recebido o choque elétrico as chances de sobrevivência são inferiores a 50%.
 
Dessa forma, estes primeiros socorros devem ser iniciados o mais rapidamente possível, especialmente o primeiro passo, para evitar que a corrente elétrica faça muitos danos no organismo e resulte em complicações graves.

Comentários

Leia também